Chevron colabora na limpeza da área

Bernardo Capita | Cabinda
26 de Setembro, 2015

Fotografia: Rafael Tati | Cabinda

Pescadores das aldeias de Tchississi, Mandarim, Tchinchosi e da zona ribeirinha da foz do rio Chiloango em Cacongo, província de Cabinda, estão privados de exercerem a sua actividade, em consequência do derrame de petróleo que ocorreu na costa marítima da vila de Landâna, no dia 16 deste mês.

O presidente da Associação de Pescadores de Cacongo, João Ntendequele, disse ontem ao Jornal de Angola que o derrame, além de poluir o mar com grandes manchas negras de crude, atingiu também uma grande porção da faixa litoral, tendo afectado as praias próximas as aldeias de Tchississi.
“Infelizmente, ficamos também sem os instrumentos de trabalho, desde as redes, fios de pesca, boias de sinalização e outros artefactos não menos importantes à actividade piscatória artesanal, a principal fonte de rendimento e de subsistência das nossas famílias”, lamentou.
João Ntendequele explicou que no dia do derrame foram obrigados a deitar ao mar todo o peixe capturado, receando que estivessem contaminados com o petróleo. Por esta altura, acrescentou, os pescadores aguardam da petrolífera Chevron a devida indemnização quer pela destruição dos seus equipamentos de pesca quer pelo tempo em que se encontram paralisados das suas actividades. A Chevron mobilizou um grupo de 56 pescadores das aldeias afectadas para efectuar em a limpeza e a recolha dos resíduos oleosos espalhados ao longo da praia, entre as aldeias de Tchississi, Mandarim, Tchinchosi até à foz do rio Chiloango.
Vicente Builo Barros, funcionário da Secretaria Provincial de Ordenamento de Território Urbanismo e Ambiente, que integrou a equipa multissectorial que se deslocou às localidades afectadas, considerou que se tratou de um incidente ecológico de média proporção e  pediu aos pescadores a não exercerem as suas actividades e comercializarem o peixe capturado no perímetro onde ocorreu o derrame para não perigarem a vida das pessoas até que as autoridades se pronunciem a esse respeito.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA