Antigas fazendas no Huambo são recuperadas

António Canepa | Huambo
17 de Fevereiro, 2017

Fotografia: Francisco Lopes | Huambo|Edições Novembro

O Governo da Província do Huambo pretende imprimir uma dinâmica ao sector da Agricultura, apoiando os programas que incluem a reabilitação de vias de acesso às áreas de produção agro-pecuária, permitindo um maior investimento no âmbito da diversificação da economia.

O governador da província, João Baptista Kussumua, lembrou que a recuperação das antigas fazendas e a criação de mais cooperativas agrícolas, assim como a criação de mecanismos práticos para viabilizar os financiamentos junto dos bancos comerciais constituem preocupações a serem ultrapassadas ainda este ano, cujos principais beneficiários são os jovens.
A província do Huambo, pelas suas características climáticas e socioculturais, tem na agricultura a sua principal actividade económica, dotada de infra-estruturas de apoio, tais como o Instituto de Investigação Agronómica e o de Investigação Veterinária.
Por isso, além de apoio aos pequenos produtores, constituídos principalmente pelas famílias, o Governo, através dos seus serviços, procede, desde o ano passado, ao cadastramento das antigas fazendas e parcelas para fins agro-pecuários. O processo vai  permitir a inserção de mais jovens no sector produtivo, contribuir para a diversificação da economia, combate à fome, melhoria e aumento do rendimento das famílias. Das 438 fazendas catalogadas pela Direcção Provincial da Agricultura com actividades produtivas diversificadas, distribuídas em todos os municípios, já foram cadastradas 398, das quais apenas 222 estão em acção, numa área de 239.743, com aproveitamento de 62.343 hectares. 
Os investimentos no sector da Agricultura consistem em criar matéria-prima para fortalecer a indústria e a agricultura empresarial lucrativa, com maiores rendimentos por área cultivada.
No âmbito da produção animal, as estratégias de desenvolvimento agro-pecuárias do governo provincial apontam para o apoio integrado à produção animal, através da melhoria sistemática da produção, maneio e sanidade animal.
Neste sector, a província conta com algumas mangas de vacinação, sendo 29 definitivas e 202 rústicas, para garantir a saúde da população animal. O Departamento Provincial dos Serviços Veterinários prevê também melhorar a situação epidemiológica, a assistência técnica e a fiscalização dos produtos de origem animal e intensificar as campanhas profilácticas.
A Direcção Provincial do Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) continua a distribuir aos camponeses organizados sementes com capacidade de produzir uma colheita abundante.
No Huambo, o Ministério da Agricultura desenvolve um projecto virado para a criação de um centro de controlo e análise de sementes na zona do Cruzeiro, arredores da cidade, para permitir que toda a semente e o material vegetativo de propagação importado seja submetido à inspecção. A ideia é impedir a entrada de gérmen e propágulos geneticamente modificados e disseminados de doenças e pragas.
A realização de ciclos de feiras agro-pecuárias, anunciada recentemente pelo governador da província, João Baptista Kussumua, com vista a apresentar as potencialidades produtivas da região, é outro elemento que, certamente, vai incentivar a produção agro-pecuária. Com isso, se pretende também estimular o mercado, com as trocas comerciais entre os produtores locais e das províncias vizinhas, e promover a exportação dos produtos provenientes do campo.
A intenção do governador provincial é expor todos os produtos produzidos localmente para servirem de indicadores aos visitantes de que a província tem potencialidades para desenvolver.

capa do dia

Get Adobe Flash player



ARTIGOS

MULTIMÉDIA