Caconda entrou na rota do desenvolvimento

Arão Martins | Caconda
3 de Maio, 2013

Fotografia: Arão Martins | Caconga

Circular hoje pelo município de Caconda, a 235 quilómetros do Lubango, na província da Huíla, é mais confortável, depois da colocação do asfalto nas ruas Norton de Matos, 22 de Novembro, Padre Leconde, Lucrécia, Gungui, Mário Moutinho, Exército, Castelo Branco e Waba.

Os trabalhos de asfaltagem das ruas, orçados em 50 milhões de Kwanzas, couberam à empresa de engenharia e construção PLANASUL, com o financiamento do Programa de Investimentos Públicos do governo provincial da Huíla.
O encarregado de obras, Mahmoud Nawar, explicou que os trabalhos de reabilitação das ruas de Caconda começaram em Outubro último. Além da colocação do tapete asfáltico, foram colocados novos passeios, lancis e sinalização horizontal.
Para o soba de Caconda, António Capipa, as obras de reabilitação das ruas da sede municipal “são um presente dos 11 anos de Paz” para os munícipes. A autoridade tradicional contou que antes de Setembro do ano passado, circular de carro, motorizada, bicicleta e até de carroça, na sede municipal, era desconfortável. “Hoje, a circulação é mais fácil”, assegurou.
O camionista António Kaingona, que circula regularmente na estrada nacional que liga a província da Huíla ao Huambo, passando pelo município de Caconda, disse que os automobilistas estão felizes com a reabilitação da estrada.

Ligação intermunicipal

 
A circulação rodoviária entre as sedes municipais de Caconda e Chipindo, num percurso de 96 quilómetros, vai ser mais fácil e cómoda até finais do próximo ano, quando terminarem as obras de reabilitação da via. 
Os trabalhos começaram em 2012 e estão a ser feitos pela empresa de engenharia e construção PLANASUL. O encarregado de obra, Mahmoud Nawar, informou ao Jornal de Angola que 35 por cento do troço já está terraplanado e asfaltados 12 quilómetros.
A obra, revelou, está orçada em 76 milhões de dólares e permitiu recrutar localmente 200 jovens entre motoristas, ajudantes e técnicos de diversas áreas. A estrada vai ter duas faixas de rodagem com quatro metros e meio cada. Está prevista igualmente a reabilitação das bermas e lancis e a montagem de cinco pontes, das quais uma sobre o Rio Gungui.
As chuvas que caíram sobre a região retardaram o curso dos trabalhos, mas o encarregado de obras garante entregar a obra no fim de 2014.
O administrador municipal de Caconda, Adão César, afirmou que a reabilitação das ruas faz a população acreditar no crescimento e desenvolvimento do município.
Adão César lembrou que Caconda, até Julho último, só tinha uma rua asfaltada. Hoje, sublinhou, mais de 90 por cento das artérias estão asfaltadas. “Isso é um grande ganho e uma vitória para o nosso município”, acrescentou.  
O Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA) também está a reabilitar o troço que liga Caconda a Chipindo, com uma extensão de 96 quilómetros.
Esta acção, segundo o administrador municipal de Caconda, vai dinamizar as trocas comerciais entre o campo e a cidade.

Outros ganhos

 
A construção de escolas, hospitais e postos de saúde nas comunas e na sede municipal de Caconda são outros ganhos da Paz, referidos pelo administrador municipal de Caconda.
Adão César disse que os projectos foram executados no quadro do Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza e do Programa de Investimentos Públicos.  No município de Caconda foram ainda construídas casas para o juiz e o procurador.
O Tribunal municipal também já funciona.  Os projectos concebidos para 2012, de acordo com o administrador, foram realizados com êxito.

Nova escola
 
Com a construção de uma escola de 20 salas, o número de alunos do ensino secundário do primeiro e segundo ciclos vai aumentar no próximo ano lectivo, na sede municipal de Caconda. 
A construção, no quadro do Programa de Investimentos Públicos de 2012 do Governo provincial, termina em Setembro.
 O estabelecimento de ensino vai ter um auditório, ginásio, sala de professores, gabinete para o director e seu adjunto, arquivo, área social e espaços de lazer.  O núcleo do Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) vai utilizar as mesmas instalações para ministrar os cursos de Pedagogia e Psicologia. No presente ano lectivo, Caconda matriculou 40 mil alunos, desde o ensino primário ao secundário.
 
Fogos habitacionais

 
Das 200 habitações previstas para serem construídas em Caconda, na primeira fase, já estão concluídas 20. A entrega oficial acontece no próximo mês para acomodar os quadros e jovens do município.
As obras, iniciadas em Julho de 2012, foram visitadas pelo governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, acompanhado pelo vice-governador para o sector Económico, Sérgio da Cunha Velho, o administrador municipal, Adão César e demais membros do governo.  “Com estas moradias vamos incentivar também a colocação de mais quadros no município”, afirmou.

Melhor  saúde


A saúde no município também registou ganhos com a construção de um hospital geral e outro pediátrico, com mais de 40 camas.
A única preocupação manifestada pelo responsável do município é a falta de técnicos. “Temos unidades sanitárias funcionais com medicamentos e reagentes. A única preocupação é o défice de técnicos, que tem travado a construção de mais unidades sanitárias noutras localidades”, informou o administrador. Cada unidade sanitária, afirmou, tem dois ou três técnicos, para atender 175 mil habitantes. O município de Caconda tem 316 aldeias em 36 sectores.

capa do dia

Get Adobe Flash player


FALTAM 25 Dias

Saiba Mais

NEWSLETTER

Receba a newsletter do Jornal de Angola no seu e-mail:

SIGA-NOS RSS

MULTIMÉDIA