Reportagem

Huambo cada vez mais acolhedora

Justino Victorino | Huambo

A cidade do Huambo  tem uma outra imagem que a torna mais bonita, acolhedora e num orgulho para os seus habitantes. A maior urbe da região é também conhecida como a capital do Planalto Central, com uma população trabalhadora, alegre e hospitaleira.

A cidade está a beneficiar de obras de reabilitação e manutenção em todas as avenidas e ruas
Fotografia: Francisco Lopes Lopes | Huambo| E dições Novembro

A cidade está totalmente limpa, organizada, seus jardins verdes e avenidas todas sinalizadas para evitar constrangimentos aos automobilistas e visitantes que se deslocam em trabalho ou em turismo.
Os sinais de crescimento e de­senvolvimento são visíveis com o surgimento de novas avenidas, rotundas e locais de lazer para as crianças e jovens e uma circulação rodoviária mais fluída devido à reabilitação e manutenção constante das suas ruas e ruelas.
Os munícipes Baltazar Francisco e Sérgio André elogiam a recuperação de infra-estruturas e de espaços verdes e a melhoria do saneamento básico. Por isso, exortaram todos os cidadãos a participarem na manutenção do sane­amento básico e preservação do património público.
 O chefe de secção da Administração Municipal do Huambo para a Área Técnica, Delfim Vieira, disse que a reparação e manutenção das estradas, rede de esgotos e lancis mudou significativamente a cidade e de algum modo a circulação dos automobilistas e peões.
Depois da zona alta da cidade, a reabilitação abrange agora os bairros São Pedro, São João, Académico,  Benfica, Ferrovia, Kanata, Cacilhas, Bom-Pastor e a rua do Comércio. A cidade tem melhorado também o pavimento e a sinalização vertical, actualmente com novos semáforos. O projecto enquadra-se no Programa de Urbanização, Reordenamento e Embelezamento da cidade do Huambo do Governo Provincial, no sentido de conferir uma nova imagem à “Cidade Vida”.
O projecto permitiu a requalificação de 1.300 esgotos em diversas artérias da cidade e vai prosseguir com o programa cimento e tinta que vai contemplar a pintura dos edifícios públicos e privados, assim como as residências e o melhoramento de outras infra-estruturas sociais.
O projecto de arborização permitiu a plantação de milhares de árvores na cidade visando a criação e recuperação de espaços verdes que vão tornar o Huambo numa verdadeira cidade ecológica. A montagem de mais de 42 novos semáforos e placas com os nomes de avenidas estão a facilitar a actuação da Polícia de Trânsito e a circulação dos automo­bilistas, mototaxistas e demais utentes da via pública.                                                                                                                                      

Postal da cidade


A Estufa-fria é, sem  dúvidas, o maior postal da cidade do Huambo. Apesar das obras de requalificação ainda em curso, continua a ser um local de preferência da maioria dos jovens e casais que procuram tranquilidade  e romantismo.  O local terá uma nova vedação  e novo pavimento nos arruamentos internos para os transeuntes. O perímetro conta já com a rede de esgotos e de águas residuais reabilitada e um sistema de iluminação com novos candeeiros, assim como um canal de água da fonte para a lagoa.
      Foram feitas obras de melhoramento do troço do canal do leito, reabilitado o leito aquático e a plantação de relva nas margens para contenção dos solos. Nesta fase, foram ainda feitos trabalhos para diminuir a profundidade nas laterais da la­goa, para permitir que nos seus primeiros seis metros, em cada um dos lados, não ocorram afogamentos de banhistas.
    Para a conclusão das obras, serão feitos trabalhos paisagísticos  consubstanciados na colocação do mobiliário urbano, de lancis, plantação de jardins, entre outros, que visam tornar o local mais turístico e com um ambiente saudável.

Novo cemitério


A cidade do Huambo vai contar com um novo Cemitério Municipal, a ser construído na localidade do Ngongoinga, numa área de 30 hectares. A construção do novo campo santo surge em virtude de o actual, localizado no bairro São Pedro, estar superlotado.
Enquanto não começam as obras de construção do novo cemitério, foi requalificado o cemitério municipal de São Pedro. A requalificação consistiu na colocação de lancis, reabilitação dos arruamentos, plantação de árvores, pinturas, entre outros serviços. Para além do cemitério de São Pedro, a cidade do Hu­ambo possui outros campos santos em estado avançado de degradação. O vice-governador para a área Técnica e Infra-estruturas, Calunga Quis-
sanga, garante que também vão ser reabilitados com vista a dar maior dignidade aos defuntos.
O cemitério de São Pedro, embora tenha sido construído em Maio de 1903, possui ainda três talhões para a realização de funerais.

Tempo

Multimédia