Reportagem

Pescadores artesanais do Porto Amboim recebem apoio

Casimiro José | Porto Amboim

Pescadores de oito cooperativas e operárias do centro de processamento de pescado em Porto Amboim, na província do Cuanza Sul, receberam equipamentos de pesca doados pela organização não governamental Visão Mundial, com o patrocínio da companhia petrolífera Total, uma das associadas no Bloco 17.

Diamantino Van Deste da empresa Total ladeado pelas trabalhadoras aquando da entrega de equipamentos para a captura do pescado
Fotografia: Edições Novembro

A doação engloba quatro chatas com motores de popa, 36 coletes de salva-vidas, dez kits de primeiros socorros e cinco de mecânica, chumbos, redes e outro material, como GPS, cabos, bóias de cortiça e lanternas, entregues a 224 beneficiários.
As cooperativas foram seleccionadas com base em vários critérios, como a amortização do crédito bancário, renovação dos órgãos sociais, participação em acções formativas e ter as quotas em dia.
As associações beneficiadas são NgolaYeto, Ngola Mussungo, Mulheres Armadoras da Gilco, Bagre, Canivete, Cherno, Torre do Tombo e Armadores.
O centro de processamento de pescado é integrado por mulheres.A gestora de projectos de desenvolvimento económico da Visão Mundial em Porto Amboim, Ilda Chiyo, disse que, desde 2014, a ONG apoia a organização estrutural das cooperativas, o acesso ao crédito bancário, criação de bancos comunitários, formação sobre planos de negócios, fornecimento de equipamentos de pesca e assistência técnica.Ilda Chiyo disse que a entrega de equipamentos de pesca às cooperativas responde às necessidades apresentadas pelos sócios. Muitas dessas associações foram afectadas pelas intempéries.
A gestora referiu que a iniciativa produziu resultados satisfatórios, permitiu consciencializar os membros das cooperativas sobre segurança no mar, elaboração de planos e desenvolvimento de negócios, empreendedorismo, processamento e comercialização, avaliação sazonal de negócios e outras acções com impacto nas comunidades.

Responsabilidade social

O chefe de divisão de conteúdo local e desenvolvimento sustentável da Total, Diamantino Van Deste, explicou que a entrega da doação faz parte da estratégia  de responsabilidade social da empresa multinacional francesa.Entre as acções realizadas pela Total no quadro do projecto de apoio à pesca artesanal, Diamantino Van Deste destacou a construção, em Porto Amboim, de uma escola, um mercado, um parque de estacionamento e a concessão de bolsas de estudo no Instituto de Formação da Administração Local (IFAL) e Instituto Nacional de Petróleos (INP).
Na ocasião, a directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Maria da Felicidade Cardoso, pediu a extensão do projecto a outras localidades.
O administrador municipal adjunto de Porto Amboim, Benjamim da Mata, agradeceu os apoios concedidos pela Sonangol e suas associadas, lideradas pela Total, a projectos sociais que se juntam aos esforços do Executivo na diversificação da economia e redução da pobreza.

Ganho considerável

O director provincial das Pescas, Adão Pereira da Silva, disse que o apoio material à pesca artesanal é necessário, numa altura em que o país envereda pela diversificação da economia.“Estamos num acto que marca a viragem na vida das pessoas, porque os meios entregues vão maximizar as capturas e garantir a dieta alimentar das populações”, disse.
Adão Pereira da Silva apelou às autoridades marítimas e portuárias para intensificarem as acções de fiscalização, a fim de desencorajarem a pesca ilegal.
O responsável apelou a outras organizações empresariais e filantrópicas a apoiarem o desenvolvimento do sector das pescas.

Tempo

Multimédia