Sociedade

72 novos autocarros entram em circulação

Kátia Ramos |

A Macon aumentou ontem a sua frota com mais 72 novos autocarros, adquiridos na China, 62 dos quais passam a operar no país e 10 na República Democrática do Congo (RDC), para fazer face à procura destes serviços.

Fotografia: Dr

Os novos autocarros, que se juntam aos 700 outros já existentes, oferecem segurança e comodidade aos utentes. Foram adquiridos a um fabricante de origem chinesa, sendo que 50 da marca Yutong e 22 da Yaxing. 

O director-geral da em-presa, Luís José Máquina, disse que os meios foram adquiridos com base no compromisso que a Macon e os seus accionistas têm para com os seus clientes em algumas províncias e além-fronteiras. Explicou que, anteriormente, operavam também na Região Leste do país, mas devido o mau estado da estrada, a em-presa viu-se forçada a suspender a rota.
“A Região Leste, devido o elevado estado de degradação das vias, a empresa teve um prejuízo de mais de 500 mil dólares. Ao suspendermos estas rota, a população ficou penalizada, logo sentimos, também, mas não tínhamos outra alternativa”, sustentou.
O responsável assegurou que, apesar do aumento da frota, a transportadora não irá aumentar ou baixar os preços dos bilhetes, sublinhando que se pretende é dar maior conforto e segurança aos passageiros.
Segundo Luís José Má-quina, a empresa de transporte pretende aumentar o número de passageiros com a nova frota, preferencialmente os que viajam pela Companhia Área Angolana, TAAG, e os que usam carros próprios para se deslocarem em vários pontos do país.

Tempo

Multimédia