Sociedade

Agentes da Polícia namibiana acusados de espancar um angolano até à morte

Adelaide Mualimusi

Um cidadão angolano, de 36 anos, identificado como Emanuel da Cruz, foi brutalmente espancado até à morte, na localidade fronteiriça de Santa Clara, zona neutra entre Angola e a Namíbia, por elementos supostamente pertencentes à Polícia namibiana.

A agressão a angolano ocorreu na área de Santa Clara
Fotografia: DR

Segundo testemunhas, o jovem, um conhecido comerciante de combustível, foi surpreendido por elementos, supostamente pertencentes à Polícia namibiana, e espancado sem razão aparente.
Júlio Koty, sobrinho da vítima, disse que, depois da agressão, os elementos da Polícia namibiana transportaram a vítima, em estado grave,  até ao lado de Angola, onde o abandonaram.  O sobrinho da vítima disse ao Jornal de Angola que a população que circulava nos arredores comunicou à Polícia de Guarda Fronteira angolana a existência de um cidadão estatelado no chão.
Acto contínuo, agentes da Polícia angolana transportaram o jovem para o centro de saúde de Santa Clara, onde faleceu minutos depois de ter dado entrada.
O sobrinho de Emanuel da Cruz afirmou que o Serviço de Investigação da Namíbia informou a sua família que os elementos da corporação namibiana que supostamente espancaram o angolano já se encontravam detidos.

Tempo

Multimédia