Sociedade

Alunos formados em programação

Uma formação em codificação e programação digital foi concluída na quarta-feira, em Luanda, por sete mil alunos com idades até aos 16 anos de várias escolas das províncias de Luanda e do Bengo.

A formação, que decorreu de 18 a 25 de Outubro,  é uma promoção da Embaixada dos Estados Unidos da América e da SAP em parceria com os ministérios do Ensino Superior, Ciências, Tecnologia e Inovação, da Educação e das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação, os Salesianos de Dom Bosco e a ExxoMobil.
Na cerimónia de encerramento da formação, a embaixadora dos Estados Unidos da América, Helena La Lime, disse que a iniciativa é um bom exemplo de como os sectores públicos e privados podem trabalhar em conjunto com a sociedade civil para oferecer oportunidades aos jovens angolanos.
Por sua vez, a directora da ExxoMobil em Angola, Cristina Silva, assegurou que a empresa petrolífera vai continuar a apoiar iniciativas do género, com a entrega de  computadores e o incentivo à aprendizagem, com vista à promoção da educação e ao desenvolvimento de alunos nessa faixa etária.

Alfabetização digital
Com início em 2015, este é o segundo ano em que Angola se junta a África Code Week, uma acção que tem por objectivo difundir a alfabetização digital em todo o continente através da formação de profissionais qualificados. Com  a formação, os jovens podem criar programas para recursos humanos e finanças de empresas e para jogos.
Os jovens foram treinados para interpretar e manipular a linguagem da codificação, usando o software de programação Scratch. No âmbito da difusão da alfabetização digital, o Executivo já instalou em várias províncias mediatecas, que têm atraído centenas de estudantes de vários níveis de ensino.

Tempo

Multimédia