Sociedade

Arnaldo Carlos dirige SIC

Arnaldo Manuel Carlos é o novo director-geral do Serviço de Investigação Criminal (SIC), em substituição de Eugénio Pedro Alexandre. Em despachos, publicados ontem, o Presidente da República exonerou Arnaldo Manuel Carlos, de delegado do Ministério do Interior e comandante da Polícia na Huíla, e Pedro Pascoal Domingos Rodrigues, do cargo de director do gabinete do ministro.

Fotografia: Arimateia Baptista | Edições Novembro

O Chefe de Estado exonerou Bênção Abílio do cargo de comandante do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros e Gil Famoso da Silva de director-geral do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME).
João António da Costa é o director-geral do SME e Bensau Mateus comandante do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros. Almerindo João de Almeida é o director-geral-adjunto do SIC, e Mário António Francisco é conselheiro do director-geral do SIC.
Carlos Manuel Alves e António Pereira Freire dos Santos não são mais directores-gerais-adjuntos do SIC, António Pedro Amaro Neto deixou de ser director nacional de Operações do SIC. Foram exonerados Humberto José Belo Lopes Frade, de director de Investigação de Acidentes do SIC, Miguel Arcanjo Sumbo, de director do SIC no Cuando Cubango, Almerindo João de Almeida, de director do SIC em Benguela, e Mário António Francisco, de director do SIC em Cabinda.
O Presidente da República nomeou Eugénio Pedro Alexandre, para conselheiro do ministro do Interior, Humberto Lopes Frade, para director Central de Operações do SIC, Miguel Arcanjo Sumbo, para director-geral-adjunto do SIC.

 

Tempo

Multimédia