Sociedade

Campanha para apoiar vítimas da seca ganha "peso" da OMA

O Secretariado Executivo Nacional da OMA lançou ontem, quarta-feira, em Luanda, uma campanha de solidariedade de recolha de bens de primeira necessidade para apoiar as vítimas da seca das províncias do Cunene, Namibe, Huíla e Cuando-Cubango.

Mulheres do MPLA lançam campanha para ajudar as populações do Cunene, Huíla, Namibe e Cuando Cubango
Fotografia: DR

A campanha, a decorrer até ao dia 31, visa arrecadar alimentos não perecíveis, roupa usada, água de mesa, produtos de higiene, medicamentos, entre outros bens, para apoiar os sinistrados da seca de algumas regiões do sul do país.
A secretária-geral da OMA, Luzia Inglês, que orientou a cerimónia, disse que pretende envolver na campanha órgãos de comunicação social, empresas de camionistas, entre outras organizações.
Referiu que a campanha vai abranger as 18 províncias e apelou à população a contribuir nesta iniciativa doando bens de primeira necessidade para ajudar a minimizar as dificuldades enfrentadas pela população atingida pela estiagem.
O ponto de entrega dos bens em Luanda é no edifício sede nacional da OMA, na avenida Comandante Gika, bairro Alvalade.

 Cuando Cubango

Uma tonelada de produtos diversos foi entregue, ao longo desta semana, à Emissora Provincial da Rádio Nacional de Angola (RNA) do Cuando Cubango, no âmbito da campanha para acudir as vítimas da seca.
Constam entre os bens arroz, fuba de milho, açúcar, sabão, sal, óleo vegetal, massa alimentar, água de mesa, calçados, cobertores, roupas usadas, material escolar, dinheiro, entre outros bens.
Em declarações ontem, à Angop, o chefe de Produção da Emissora Provincial da RNA do Cuando Cubango, Aristides Kito, precisou que a campanha começou no dia 8 deste mês e termina a 8 de Julho. />Apesar da boa aceitação da campanha por parte dos habitantes do Cuando Cubango, Aristides Kito apelou às igrejas, autoridades tradicionais, empresas públicas e privadas no sentido de apoiarem mais a iniciativa para minimizar a carência das vítimas da seca das províncias do Cunene, Huíla, Namibe e Cuando Cubango.
Segundo o jornalista, a província do Cuando Cubango, com maior incidência para os municípios do Cuangar, Calai, Dirico e Rivungo, sofrem também o efeito da seca.
Deu a conhecer que a campanha vai encerrar com um espectáculo musical, no Largo 23 de Março, na cidade de Menongue, capital da província do Cuando Cubango, que também servirá para recolher mais bens de primeira necessidade.

 Malanje

O governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, juntou-se à campanha solidária de recolha de donativos lançada pela Rádio Nacional de Angola (RNA), ao doar cerca de uma tonelada de bens de primeira necessidade para acudir as vítimas da seca do sul do país.
Dos bens doados constam feijão, sal, sabão, arroz, açúcar, água de mesa, óleo e massa alimentar, fuba, detergentes, cobertores, roupa usada, entre outros produtos.
Norberto dos Santos enalteceu a iniciativa da RNA e apelou à população de Malanje a ser solidária aderindo à campanha, que decorre sob o lema “Unimos o país pelas vítimas da seca".


 

 

Tempo

Multimédia