Sociedade

Cidadão português morto a tiro em Luanda

Um cidadão português foi assassinado na terça-feira à noite em Luanda, baleado com dois tiros na sequência de um assalto perpetrado alegadamente por duas pessoas que se faziam transportar numa motorizada.

Fotografia: DR

O português, de 41 anos, natural de Montalvo, concelho de Constância (Santarém), apareceu morto dentro da viatura num arruamento em Belas, Luanda Sul.
Rui Vareta Machado, director financeiro da empresa Rojual - Gestão de Projectos, onde a vítima trabalhava, mostrou-se chocado com a situação e confirmou o assalto seguido de assassínio, afirmando desconhecer mais pormenores. A Polícia confirmou o homicídio, mas não adiantou pormenores. Trata-se do quarto cidadão português assassinado desde Fevereiro e o terceiro no mês em curso. Há cerca de uma semana, e questionada no final da visita de trabalho de três dias que efectuou a Angola, a ministra da Justiça portuguesa, Francisca Van-Dúnem, manifestou a preocupação do Governo de Lisboa com os assassínios de cidadãos portugueses em Luanda, sublinhando, porém, confiar na capacidade de investigação das autoridades angolanas.

Tempo

Multimédia