Sociedade

Centro de excelência na fase de elaboração

O Ministério da Ciência e Tecnologia (MINCT) está a acompanhar de perto as acções que a Universidade Agostinho desenvolve para a criação no país de um Centro de Excelência em Geociências de dimensão continental, afirmou a titular da pasta, Maria Cândida Teixeira.

Ministra Cândida Teixeira está optimista
Fotografia: Paulino Damião

A titular da pasta da Ciência e Tecnologia, que falava à agência de notícias Angop, disse que existe legislação em Angola que regula a Carreira do Investigador Científico (Decreto-Lei, 4/01) e a transferência de tecnologias.
Nos primeiros dez anos, o Ministério da Ciência e Tecnologia, criado em 1997, dedicou uma boa parte da sua atenção na elaboração de leis e normas, que hoje regem as actividades de investigação científica no país.
Durante os primeiros dez anos, salientou, o Ministério procedeu a um diagnóstico exaustivo do sector, tendo em vista a elaboração de uma Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) e o reforço da consciência pública nacional sobre a sua importância.
O diagnóstico do sector incluiu a recolha de dados sobre os recursos humanos existentes em instituições de Ensino Superior e de investigação e desenvolvimento tecnológico.
Em 2011, o Ministério da Ciência e Tecnologia traçou um plano de interacção entre universidades e empresas públicas e privadas.
Ainda em 2011, o Ministério promoveu a primeira edição de Calendário de Eventos Científicos, com o objectivo de se criar uma plataforma de interacção entre as instituições de pesquisa.
No mesmo ano, o Ministério da Ciência e Tecnologia apresentou à UNESCO uma proposta de criação em Angola de um Centro de Excelência de Formação de Doutores e Pós-doutorados em Geociências e Sustentabilidade Aplicada ao Desenvolvimento de nível dois, com financiamento privado.

Tempo

Multimédia