Sociedade

Cinfotec dá bolsas parciais e integrais

Ana Paulo |

A unidade do Centro Integrado de Formação Tecnológica (Cinfotec) no distrito urbano do Rangel lançou ontem mais de 150 técnicos para o mercado de trabalho, após a conclusão de cursos de aperfeiçoamento.

Directora-adjunta quando entregava o diploma a um finalista
Fotografia: Paulo Mulaza | Edições Novembro

Os 150 técnicos foram firmados nas áreas de Auto-card, Electricidade Automóvel, Segurança e Higiene no Trabalho, Atendimento ao Cliente, Gestão da Qualidade na Indústria, Electrónica Analógica e Informática Básica.
A unidade do Rangel do Cinfotec, inaugurada há três meses, já está a realizar o segundo ciclo dos cursos de aperfeiçoamento com cerca de 66 formandos. A nível dos cursos de qualificação, um total de 179 formandos frequentam cursos nas áreas das Tecnologias de Informação e Comunicação, Mecânica Industrial Automóvel, Electricidade e Energia Renovável.
A directora-adjunta do Cinfotec, Ermelinda Marcolino, disse ao Jornal de Angola que, todos os anos, o centro tem disponibilizado bolsas parciais e integrais destinadas a jovens com pouco poder financeiro. Este ano, o Cinfotec Rangel contemplou nove bolsas a formandos que procuravam por uma formação profissional, no âmbito do seu pacote social.
A responsável afirmou que o número de solicitações do público nos dois centros do Cinfotec está a aumentar, razão pela qual a instituição marcou, para segunda-feira, o início das novas inscrições dos cursos de aperfeiçoamento, com uma duração inferior a três meses.
“Os recém-formados cumpriram com zelo e dedicação os critérios da instituição e estão preparados para o mercado de trabalho”, assegurou a directora-adjunta, que garantiu estar a instituição com um programa que visa encaminhar os formandos para várias instituições, que têm acordo de parceria com o centro, para realizarem estágios.

Tempo

Multimédia