Sociedade

Convenção Baptista consagra novos pastores

A Convenção Baptista de Angola (CBA) passa a contar com três novos pastores, que vão servir em igual número de congregações  na província de Luanda. Trata-se dos pastores Esteves Bula, Paiva Alberto e Alexandre João António, respectivamente das igrejas do Rocha Pinto, de Viana e das Boas Novas do Golfe.

Líder religioso realça qualidades dos pastores
Fotografia: Edições Novembro

Os três foram consagrados, em cerimónias separadas, realizadas nas respectivas igrejas, no domingo, depois de aprovados em concílio da Ordem Provincial de Pastores da Convenção Baptista de Angola.
Alexandre João António, que está no terceiro ano do curso superior de Teologia, no Seminário Teológico Baptista de Luanda, disse que vai seguir as orientações dos pastores que passaram antes dele, a fim de levar a Igreja no caminho de Deus. “Estou consciente dos desafios, mas com Deus vamos conseguir”, sublinhou.
Esteves Bula, licenciado em Pedagogia, no Instituto Superior de Educação de Luanda, e a frequentar o curso superior no Seminário Teológico Baptista de Luanda, prometeu ser fiel aos princípios das Escrituras Sagradas, para o crescimento da igreja. 
Chamado a pregar, o pastor da Segunda Igreja Baptista de Luanda, Morais Francisco, disse que o novo obreiro, como todos os pastores, é um enviado de Deus à Igreja, com o objectivo de servir e promover a missão da igreja, que é a propagação da palavra de Deus.
Presente na Primeira Igreja Baptista do Rocha Pinto, no culto assistido por dezenas de fiéis, o presidente da Convenção Baptista de Angola, João César, disse que a consagração de um pastor é sempre motivo de regozijo. “Vivemos numa sociedade em que os valores morais e cívicos estão distorcidos. A presença de um pastor numa comunidade representa uma figura moral, de mudança de mentalidade e do comportamento na sociedade”, concluiu.

 

 

Tempo

Multimédia