Sociedade

Covid-19: Angola regista mais dez infectados e uma morte nas últimas 24 horas

Mazarino da Cunha |

A situação epidemiológica do país voltou alterar com o registo de mais uma morte e detectados dez novos casos positivos da Covid-19, nas últimas 24 horas, anunciou ontem, o secretário de Estado para a Saúde Pública.

Secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.
Fotografia: Agostinho Narciso| Edições Novembro

Franco Mufinda, que falava à imprensa sobre a evolução da pandemia em Angola, esclareceu que a paciente falecida era uma cidadã angolana, que aparentava estar de saúde, mas que depois teve um quadro respiratório grave. Com estes últimos dados eleva-se para 396 o número de infectados no país, 117 recuperados, 22 óbitos e 257 casos activos.

O secretário de Estado precisou que dos 257 casos activos, seis requerem cuidados especiais, um está em estado crítico e os restantes encontram-se clinicamente estáveis. Os 10 novos casos, frisou, foram todos detectados na província de Luanda e têm idades compreendidas entre 7 e 84 anos. Destes, seis são do sexo masculino e quatro do sexo feminino.

Os municípios de Viana, Cazenga, Belas e os distritos urbanos da Maianga, Ingombota e Samba são as localidades mais afectadas pela pandemia da Covid-19. Franco Mufinda informou que nas últimas 24 horas, o laboratório do Instituto Nacional de Investigação em Saúde processou 1.686 amostras, 10 das quais foram positivas e 1.676 negativas.

No total, frisou, o laboratório do Instituto Nacional de Investigação em Saúde processou 31.319 amostras, sendo 396 positivas, 24.853 negativas e 5.328 em processamento. O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 118 chamadas, das quais sete denúncias de suspeitos, 14 de violação da Situação de Calamidade Pública e 97 relacionadas com pedidos de informação sobre a Covid-19.

De acordo com o secretário de Estado, 35 pessoas que se encontravam em quarentena institucional obtiveram alta, sendo 28 em Luanda, três no Huambo, duas na Huíla e uma no Bié e em Malanje.

Testagem em massa
Franco Mufinda anunciou que mais de dois mil testes serológicos rápidos estarão disponíveis hoje para vendedores dos mercados do Kikolo e 30, em Luanda. Acrescentou que nos dois grandes conglomerados a testagem começa às 8 horas.

Tempo

Multimédia