Sociedade

Covid-19: Autoridades sanitárias consideram decisivo alargamento de testagem

Alberto Pegado e Xavier António

As autoridades sanitárias consideram decisivo o alargamento, a partir da próxima semana, da base de testagem e solicitaram à população a manter-se em casa e só se ausentar quando for necessário, mas com recurso ao uso da máscara.

Fotografia: DR

O alerta foi feito ontem, em Luanda, pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, que considera fundamental o uso da máscara, que passou a ser uma tradição para a população da Lunda-Sul, que não sai de casa sem este meio de protecção.  “As autoridades da Lunda-Sul exigem à população o uso obrigatório da máscara, logo o cidadão que for apanhado sem este meio incorre numa infracção. Tomara que tal medida fosse extensiva, também, às demais províncias do país. Mas, infelizmente, em algumas regiões as pessoas teimam em não acatar os conselhos das autoridades sanitárias”, precisou o governante. 

Franco Mufinda, que falava na conferência de imprensa de actualização de dados sobre a Covid-19, referiu que, em relação às últimas 24 horas, não houve casos de Covid-19, mantendo-se os 60 confirmados, dentre estes três óbitos, 18 recuperados e 39 activos, que se encontram estáveis nas unidades sanitárias de referência, em Luanda.

De acordo com o secretário de Estado, o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 72 chamadas, das quais duas denúncias por contactos directos e 70 relacionadas com pedidos de informação sobre a Covid-19. Das amostras, disse, o Instituto Nacional de Investigação de Saúde processou, até à data, 7.121, sendo 60 positivas, 6.663 negativas e 398 estão em processamento. Na quarentena institucional foram dadas altas a 35 pessoas, entre estas 30 em Luanda, três na Lunda-Sul e duas na Huíla.

Ontem, a Comissão Multissectorial visitou a província da Lunda-Sul, onde fez a entrega de dez toneladas de material de biossegurança, além de terem sido capacitados os técnicos de saúde sobre a colheita de amostras. “Levámos, também, câmara laminar que fazia falta à província para, em breve, começar a feitura da testagem na base de GeneXpert”.

Acções nas províncias

Em várias províncias foram realizadas actividades, com destaque para o Cuanza-Norte, onde houve a desinfecção do Comando Provincial da Polícia e Municipal do Cazengo. Em Cabinda foi feita, também, a desinfecção das instalações que abrigam as quarentenas institucionais, bem como dos mercados do Cabassango e do São Pedro.

No Cunene, no município do Cuanhama, realizou-se uma palestra de sensibilização em língua local sobre as medidas de prevenção da pandemia, enquanto no Cuando Cubango foi investigado três alertas, sendo um validado.

Já no Huambo, técnicos de saúde foram capacitados sobre as medidas de prevenção da Covid-19, assim como a investigação de um caso suspeito, na sede da província, proveniente de Luanda. No Uíge fez-se a colheita e envio de 15 amostras ao Instituto Nacional de Investigação da Saúde, além de uma palestra de sensibilização, na localidade de Quitexe, sobre as medidas de prevenção da Covid-19.

Tempo

Multimédia