Sociedade

Covid-19: País notifica mais 119 casos, uma morte e 13 recuperados

Mazarino da Cunha |

O distrito urbano da Maianga, em Luanda, é a zona com o maior número de infectados (408) e de mortes (26) por Covid-19, informou, ontem, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

Secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.
Fotografia: Paulo Mulaza | Edições Novembro

No habitual encontro com jornalistas sobre a evolução da pandemia em Angola, Franco Mufinda disse que, em comparação com as demais localidades, Maianga encabeça o gráfico de infecções e de mortes.  De acordo com o secretário de Estado, o município de Belas, também em Luanda, é a zona com maior número de doentes recuperados (128). Em relação à distribuição por sexo, os homens representam 62 por cento dos infectados e as mulheres 38 por cento. 

Relativamente à distribuição por idades, Franco Mufinda esclareceu que 65.5 por cento dos infectados são da faixa etária entre 20 e 49 anos. O governante informou, também, que das 155 mortes registadas até ontem, 113 foram de pacientes com mais de 50 anos.

Registados 119 casos e um óbito

Angola registou, nas últimas 24 horas, 119 casos da Covid-19, um óbito e a recuperação de 13 pacientes. Dos casos anunciados ontem, nove foram identificados em Cabinda, dois na Huíla, um em Benguela e 107 na província de Luanda.  De acordo com o secretário de Estado para a Saúde Pública, em Luanda os casos foram notificados nos municípios do Kilamba Kiaxi, Viana, Belas, Cazenga, Talatona e nos distritos urbanos da Ingombota e da Maianga.

Franco Mufinda esclareceu que os novos infectados têm idades entre 11 e 80 anos, sendo 88 do sexo masculino e 31 do sexo feminino. Em relação à morte, ocorreu na província de Luanda. Trata-se de um cidadão nacional, de 88 anos de idade. 

Com estes dados, o país soma 4.236 casos confirmados, dos quais 155 óbitos, 1.462 recuperados e 2.619 activos. Deste número, nove estão em estado crítico a receber tratamento por ventilação mecânica invasiva, 23 em situação grave, 58 são considerados moderados, 62 com sintomas leves e 2.467 assintomáticos.

O secretário de Estado informou que nos centros de tratamento da Covid-19, a nível do país, estão internados 462 doentes. Em quarentena institucional estão 802 cidadãos e 5.549 estão sob investigação epidemiológica.  Nas últimas 24 horas, três pessoas que estavam em quarentena institucional tiveram alta, sendo uma em Luanda e igual número nas províncias de Cabinda e Benguela.

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) registou 135 chamadas, das quais uma denúncia de caso suspeito e 134 relacionadas a pedidos de informação sobre a pandemia. Franco Mufinda informou que nas últimas 24 horas foram processadas 1.675 amostras, sendo 119 positivas. Até ao momento já foram processadas 77.610 amostras, das quais 4.236 foram positivas.

Tempo

Multimédia