Sociedade

Delegação angolana visita em Genebra o maior Centro Europeu para Pesquisa Nuclear

A ministra angolana do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Bragança Sambo, visitou ontem à tarde o Centro Europeu para Pesquisa Nuclear (CERN) , um dos maiores e mais prestigiados laboratórios científicos do mundo, indica uma nota de imprensa.

Ministra angolana do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Bragança Sambo
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Acompanhada da representante de Angola em Genebra e demais organizações internacionais, embaixadora Margarida Izata, a ministra visitou o maior laboratório de física de partículas do mundo, localizado em Meyrin, Cantão de Genebra, na fronteira Franco-Suíça .

Desenvolvido com aproveitamento constante das infraestruturas pré-existentes, o CERN possui os equipamentos necessários para a pesquisa de alta energia, pelo que vários experimentos têm sido construídos por colaborações internacionais. Criado em 1953, o Centro Europeu para Pesquisa Nuclear tem como principal objectivo a promoção e colaboração entre os países europeus na área de investigação, fundamentalmente no domínio da física de altas energias, de modo a permitir à Europa a liderança nesse domínio.

O CERN é financiado por 22 Estados Membros, nomeadamente Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária,Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Israel, Itália, Noruega, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Eslováquia, Roménia, Suécia e Suíça.

Tempo

Multimédia