Sociedade

Delegado da Lunda-Sul pede maior cooperação

Kamuanga Júlia | Saurimo

O delegado provincial do Ministério do Interior, na Lunda-Sul, comissário Aristófanes dos Santos, pediu à população para assumir uma postura de cooperação com as autoridades policiais, no sentido de se combater a onda de criminalidade na  região.

Aristófanes dos Santos quer que haja mais actuação da Polícia
Fotografia: JA/Imagens

Ao falar no quadro de uma exposição de equipamentos policiais junto ao edifício da delegação do Ministério do Interior, o também comandante provincial da Polícia Nacional disse ser fundamental essa cooperação para responder às expectativas da população quanto à actuação de agentes da ordem.
Aristófanes dos Santos pediu  que os agentes da corporação sejam mais moderados no tratamento dos cidadãos na via pública.
O director provincial do Gabinete Institucional e Imprensa da Polícia Nacional, Alfredo Quitas, considerou que a presença de visitantes na  exposição suplantou as expectativas da organização.
Além de visitar os equipamentos de uso policial, a população tomou contacto com a exposição e aproveitou a ocasião para controlar de, forma grátis, a tensão arterial e realizar testes de paludismo, serviços disponíveis no espaço. A jornada foi realizada no quadro das festividades dos 39 anos da Polícia Nacional, que se celebram hoje, 22 de Junho.
Ao visitar a exposição, em Saurimo, Agostinho Zeca, 27 anos, defendeu a importância da actividade sobre o uso e manuseamento dos diferentes meios e equipamentos da Polícia Nacional.
A partir da exposição, o estudante passou a ter uma ideia mais clara sobre o dia a dia das diferentes estruturas policiais, para garantirem a ordem e a tranquilidade públicas. Por isso, valorizou os esforços dos mentores da actividade, em que estavam expostos, entre outros, cães treinados, armas de fogo, esquadras móveis e carros com sistemas de extinção de incêndios acoplados.
Outro munícipe, Joaquim Alexandre, considerou que a interacção com a população é uma das formas positivas  para fortalecer a confiança e colaboração necessária para o combate ao crime.

Tempo

Multimédia