Sociedade

Denúncia levou à detenção de um polícia por corrupção

Uma denúncia à Inspecção-Geral da Administração do Estado (IGAE) levou à detenção de um efectivo da Polícia Nacional, acusado de extorquir dinheiro a jovens que faziam serviço de táxi, em Viana.

Fotografia: Edições Novembro

De acordo com o director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da IGAE, Daniel Domingos João, a detenção ocorreu na sexta-feira e o elemento foi levado à Direcção de Crimes contra a Corrupção do SIC, onde aguarda julgamento.
Sob o lema “A Corrupção, a Impunidade e o Mau Atendimento ao Público têm os Dias Contados”, a campanha foi lançada no dia 8 pelo inspector-geral da Administração do Estado, Sebastião Gunza.
Na semana passada, uma médica, uma técnica de laboratório e dois catalogadores foram detidos por suspeitas de corrupção.
Daniel João disse que o combate à pequena corrupção não visa apenas os cidadãos civis, mas todos, sem excepção, independentemente da condição social.
O porta-voz apelou ainda aos cidadãos para que denunciem todos os actos que evidenciem crimes, ligando para os terminais telefónicos 222328140 e 222321250. Quem se sentir lesado ou presenciar qualquer acto contrário à Lei pode, ainda, enviar uma mensagem noendereço:denúncia@igae.gov.ao, ou deixar uma mensagem no site da instituição: www.igae.gov.ao.
Em breve, a IGAE vai reforçar os mecanismos para denúncias, com a disponibilização de números de telemóveis, cujas chamadas vão ser grátis, além de poder enviar vídeos e áudios, através das redes sociais. Para facilitar ainda mais, o serviço de atendimento vai passar a funcionar 24 horas ao dia, com a instalação de piquetes, para que a qualquer hora o cidadão possa denunciar e a IGAE e o SIC actuarem de imediato.
A campanha tem também carácter pedagógico, com recomendações para reforço dos mecanismos internos.

Tempo

Multimédia