Sociedade

Detidos cinco meliantes por assalto a uma fábrica de contraplacados

Cinco dos dez meliantes que roubaram 15 milhões de kwanzas, no passado dia 31 de Março, numa fábrica de contraplacados, no Bairro Tande, município de Viana, em Luanda, foram já detidos pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC).

Durante o assalto, os meliantes fizeram-se transportar numa viatura de marca Toyota Hiace
Fotografia: Edições Novembro

O porta-voz do SIC, superintendente Fernando de Carvalho, explicou que os cinco meliantes, com idades entre os 28 e 38 anos, levaram ainda da fábrica três computadores portáteis, 13 telemóveis de diversas marcas e três armas de fogo do tipo AKM dos guardas da empresa.
O assalto à fabrica de contraplacados, segundo o SIC, resultou de uma acção planificada por uma associação de criminosos composta por 10 elementos, todos armados com pistolas do tipo Mini Use.
Para concretizar o roubo, os meliantes fizeram-se passar por agentes do Serviço de Investigação Criminal e usaram coletes de cor azul, iguais aos usados pela corporação, com reflectores que são comercializados na via pública.
Durante o assalto, os meliantes fizeram-se transportar numa viatura de marca Toyota Hiace, azul e branco, situação que permitiu ludibriar os guardas destacados na porta de entrada principal da fábrica.
Depois da acção criminosa, disse o superintendente Fernando de Carvalho, os 10 elementos colocaram-se em fuga. Do trabalho de investigação levado a cabo pelo SIC, resultou na detenção de cinco dos 10 implicados neste crime que lesou os proprietários da fábrica.
Durante a detenção dos cinco suspeitos, o SIC, segundo Fernando de Carvalho, encontrou na posse destes cinco armas de fogo do tipo AKM, uma pistola e vários carregadores de munições.
Fernando de Carvalho disse ainda que os supostos criminosos fazem parte de uma rede que tem vindo a praticar acções de roubo e furtos de valores monetários em várias partes da cidade de Luanda, quer na via pública, quer em residências.
O porta-voz do Serviço de Investigação Criminal de Luanda explicou que no dia 3 de Março deste ano, o referido grupo, devidamente organizado, furtou mais de sete milhões de kwanzas no interior de uma viatura que se encontrava estacionada na via pública.
Este furto foi realizado por volta das 14 horas, no bairro Zango 2, junto à agência da UNITEL, quando a viatura em causa se encontrava estacionada. Depois de furtarem os valores, o grupo dirigiu-se a uma residência onde efectuou a divisão do dinheiro.

Tempo

Multimédia