Sociedade

Diamantes de Angola são tratados em livro

Kátia Ramos|

O livro "Diamantes de Angola, da mina à montra - Competitividade e gestão",  de Noé João Mateus, já  disponível no mercado livreiro.

Pedras são mais valiosas a partir do momento que são submetidas à lapidação
Fotografia: Paulo Mulaza | Edições Novembro

Na obra, o autor demonstra a sustentabilidade da actividade diamantífera, faz uma radiografia do sector mineiro e apresenta os passos que devem ser dados para atrair o investimento. É igualmente referenciada a importância do sector diamantífero e o seu impacto na economia enquanto gerador de empregos.
O autor defende que o país deve acrescentar valor ao diamante, apostando nas indústrias de lapidação, de modo a torná-lo também acessível aos angolanos, ao invés de limitar-se a o exportar em bruto.
O livro apresenta uma visão integrada da indústria diamantífera, desde  o processo de mineração, tratamento, lapidação e comercialização como um dos maiores objectos de luxo e de desejo no feminino.
Noé João Mateus disse ao Jornal de Angola que a obra surge na sequência da sua experiência profissional de 17 anos no sector mineiro. 
O livro, com 214 páginas, é o primeiro do autor e está a ser comercializado nas superfícies comerciais e livrarias ao preço de seis mil kwanzas.

Tempo

Multimédia