Sociedade

Diplomatas levam doação ao Beiral

Três toneladas de bens de primeira necessidade foram doadas, na quinta-feira, ao Beiral, lar de terceira idade, pelos diplomatas da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDAO) acreditados em Angola.

A doação vai diminuir as dificuldades do Beiral
Fotografia: Eduardo Cunha | Edições Novembro

A doação, composta por arroz, açúcar, massa alimentar, produtos perecíveis e detergentes, vai ajudar a minimizar algumas dificuldades da instituição social, reconheceu a directora do Beiral, Guiomar Damião.
“Todas as ajudas são importantes para acudir os idosos que estão aqui”, declarou Guiomar Damião, para quem o gesto dos diplomatas da CEDEAO demonstra a valorização para com a terceira idade.
O cônsul da Gâmbia em Angola, Haggi Jawara, mostrou-se satisfeito com o trabalho desenvolvido pelo Beiral em prol dos mais velhos e realçou que os idosos merecem respeito e consideração de toda a sociedade. Durante a permanência no Beiral, os diplomatas conviveram com os idosos e pediram à sociedade que adiram às acções solidárias, partilhando o que tem com quem menos tem.
Além dos diplomatas dos países da (CEDAO), esteve também no Beiral a embaixadora de Marrocos em Angola, Saadia El Alaoui, que se juntou à causa solidária.

Tempo

Multimédia