Sociedade

ENDE desactiva postos de transformação privados

Mais de 50 postos de transformação (PT) de energia eléctrica, geridos por privados, serão desactivados no município de Belas e substituídos por outros da ENDE, com a entrada em funcionamento de duas subestações, em Julho, no âmbito do projecto de electrificação domiciliar em Luanda.

Novas subestações eléctricas substituem os PT´s privsados

O porta-voz da Empresa de Distribuição de Electricidade (ENDE), Pedro Bila, em declarações à Angop, disse que a gestão pública dos PT vai permitir que os novos clientes paguem o consumo a preços razoáveis, através do sistema pré ou pós-pago.
As duas subestações, cujas obras devem ser concluídas em breve, vão beneficiar mais de 25 mil famílias dos distritos da Vila Verde e Morro dos Veados, com realce para os bairros Zona Verde, Salinas, Tendas e Mundial.
Cidadãos residentes nos bairros Zona Verde e Tendas afirmam que, pelo contrato com os PT privados, pagavam 150 a 200 mil kwanzas e por mês o valor de quatro a cinco mil, para além dos gastos com o combustível para os geradores, já que o fornecimento era irregular.
O projecto, financiado pela Linha de Crédito da China, repartido pelos municípios de Luanda, Viana, Belas, Kilamba Kiaxi, Talatona, Cazenga, Icolo e Bengo e Cacuaco, tem como objectivo elevar a taxa de electrificação, mediante o forne-
cimento e construção de novas infra-estruturas.
Orçado em mais de 600 milhões de dólares norte-americanos, o projecto foi consignado em 2016 e tem o seu término previsto para Agosto próximo. Durante este período, serão montadas nove subestações eléctricas de 60/15 kv e 60/30 kv, mil postos de transformação, construção de linhas de alta tensão e montagem de contadores pré-pagos mono e trifásicos.

Tempo

Multimédia