Sociedade

ERCA recomenda rigor no uso das redes sociais

O presidente da Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA) destacou hoje, em Saurimo, na Lunda-Sul, a necessidade do uso das redes sociais de forma rigorosa e responsável.

Jornalistas devem primar pelo princípio do contraditório
Fotografia: Vigas da Purificação|Edições Novembro

Adelino de Almeida, que falava durante a assembleia provincial de jornalistas da Lunda-Sul, afirmou que o profissional de Comunicação Social deve primar pelo principio do contraditório.
Adiantou que as rede sociais têm contribuído para dessiminação de informações que desinformam (fake news), razão pela qual deve ser usada com ponderação e muito cuidado.
Afirmou que se assiste em alguns ciclos informativos do país a exposição de pormenores da vida dos outros, colocando em risco a reputação e a personalidade, que, dificilmente, são reparados, alertando para se pôr fim a estas práticas negativas no exercício da profissão.
A assembleia provincial de jornalistas na Lunda-Sul recolheu contribuições destes profissionais para enriquecer a proposta do código de ética e deontologia da classe e elegeu os jornalistas Jane Lingeno e Guilherme Martins, ambos da Emissora provincial da Rádio Nacional de Angola, para delegados na assembleia-geral, que se realiza a 26 de Outubro na capital do país.
Na Lunda-Norte foram eleitos os jornalistas Sónia Ferry, da Agência Angola Press (Angop), André Deque, da Rádio Nacional de Angola, e Vitorino Matias (Edições Novembro).
No Cuanza Sul, os associados elegeram Hélder Pedro, da Televisão Publica de Angola, Restino Inácio, da Rádio Cuanza-Sul, e Fernando Caetano, da Voz da América.

Tempo

Multimédia