Sociedade

Escola rural garante formação a 200 jovens

Mais de 200 jovens vão ser integrados, no próximo ano, na primeira escola rural de capacitação e ofícios na área da agricultura, carpintaria, serralharia e informática, em construção nos arredores da sede municipal da Matala (180 quilómetros a Leste da cidade do Lubango), província da Huíla.

Fotografia: Dr

O empreendimento, enquadrado no projecto “Cidadelas Jovens de Sucesso”, uma iniciativa do Executivo, através do Ministério da Administração Publica, Trabalho e Segurança Social, inclui oficinas de aulas práticas, laboratórios, edifícios de actividades e administrativos, refeitório, residências, balneários públicos, quiosques, campo de futebol e uma secção de escola agrícola.

O governador provincial da Huíla visitou, sexta-feira, as obras do empreendimento que está a ser implantado pela Focus Education, numa área superior a 10 hectares.
O responsável da obra, Pedro Paiva, disse que os trabalhos iniciaram em Janeiro e deverão estar concluídas no próximo mês.
Pedro Paiva informou que a secção agrícola vai ter aviários com capacidade para três mil galinhas poedeiras, seis estufas para criação de legumes e verduras, um campo aberto de 3, 5 hectares para culturas, uma “mandala” sustentável, colmeias, centro de produção de mel e equipamentos necessários ao desenvolvimento da formação da actividade agrícola. O principal objectivo das cidadelas, explicou, é garantir aos jovens uma profissão. "Após três anos de formação, podemos ter técnicos bem preparados nos domínios da agricultura, carpintaria, serralharia, electricidade
e informática. Com este propósito foram desenvolvidos novos métodos pedagógicos e estão a ser criadas matérias de estudo para atender às necessidades locais”, disse.
Informou que a Cidadela do município da Matala, com capacidade de 200 estudantes, que vão passar o dia em aprendizagem, tanto em aulas teóricas
e práticas, vai estar disponível um autocarro para assegurar as deslocações diárias dos formandos.
Projectos semelhantes estão a ser implantados nas províncias de Cabinda e Malanje. No próximo ano, arrancam as obras na província do Uíge.
Matala tem uma população estimada em 305 mil habitantes.

 

Tempo

Multimédia