Sociedade

Estudantes exercitam espírito de liderança

Um total de 60 estudantes da 10ª e 12ª classes, provenientes de 12 escolas, entre públicas e privadas de Luanda participaram, há dias, num concurso para identificar o espírito de liderança, desenvolver conhecimentos e habilidades de autogestão e empreendedorismo.

Fotografia: NICOLAU VASCO

Promovido pela African Leadership Academy (ALA), em parceria com as empresas angolanas Neosol e Jovens da Banda, os estudantes foram submetidos durante cinco horas a um intenso trabalho sobre liderança empresarial.
Wilson da Silva, responsável pela African Leadership Academy para os PALOP e África Ocidental, principal prelector da actividade, disse que apesar de o nosso país ter jovens formados e formandos na ALA, há ainda a necessidade de impulsionar mais estudantes a inscreverem-se.
“A partir do momento em que o estudante é aceite na ALA, ele automaticamente faz parte de uma comunidade de mais de 6000 líderes que irão trabalhar juntos para enfrentar os maiores desafios do continente. O nosso objectivo é ter cada vez mais estudantes angolanos a aderir a esta rede”, disse a propósito.
Mila Malavoloneke, directora de comunicação da Neosol e fundadora da Revista Jovens da Banda, empresas anfitriãs do evento, salientou a importância de não excluir os jovens angolanos do processo de desenvolvimento do continente.
“Esta actividade foi bonita. Vi jovens de diferentes estatutos e crenças a pensarem juntos, fora da caixa, em formas de salvar o continente. Isso é importante, porque vem mostrar aos nossos jovens que existe um território enorme além das nossas fronteiras e que também espera por eles”, disse a jovem empreendedora.
Em seu entender, o idioma continua a ser uma das principais barreiras na integração do jovem angolano com o resto do continente, embora a situação já esteja a mudar.
“Tenho estado a viajar muito pelo continente nos últimos meses e venho notando que há cada vez mais angolanos envolvidos em organizações e instituições africanas, o que prova que as coisas estão a mudar, mas precisamos fazer mais”, concluiu Mila Malavoloneke.
O Bootcamp de Liderança Empresarial para estudantes excepcionais do Ensino Médio, é um evento para alunos do ensino médio que já concluíram o décimo ano, organizado todos os anos pela African Leadership Academy, em mais de 25 cidades africanas. É a segunda vez que acontece em Angola.

Tempo

Multimédia