Sociedade

Estudou e trabalhou e hoje é professora universitária

Rui Ramos

Euriteca André nasceu na Maternidade Lucrécia Paim, em Luanda, filha de José António Rodrigues e Teresa Custódio Rodrigues.

A quinta de seis filhos do casal, Euriteca André, foi baptizada na Paróquia de São Joaquim, na Praia do Bispo. 

Euriteca André iniciou a vida escolar na Escola Dom Moisés, no bairro da Vila Alice, e acabou o ensino primário na Escola 83.
Euriteca André teve uma educação religiosa na infância e integrou o grupo coral “Infância e Adolescência Missionária” da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima.
Aos 11 anos de idade, Euriteca André foi cantora, tendo como mentor “Vuti”, e participou no Festival de Música Infantil da RNA com a música “Sou apenas uma criança”.
O ensino secundário de Euriteca André foi feito na Escola Mutu ya Kevela e o ensino médio no Instituto Médio de Economia de Luanda no curso de Contabilidade e Gestão, que terminou com diploma de mérito.
Euriteca André recorda que, na fase em que estudava no Mutu ya Kevela, a vida não era fácil e muitas vezes ia a pé para a escola, por impossibilidade de pagamento do transporte público.
Euriteca André diz-nos que apostou sempre no seu desenvolvimento profissional, pelo que fez vários cursos de formação, com destaque para “Formação Profissional para Formadores”, “Liderança e Coordenação de Equipas”, “Programação e Políticas Financeiras”, “Reforma Fiscal de Angola”, “Encerramento de Contas-Aspectos Fiscais”, Programação em Visual Basic e Access Avançado”, “Regime e Contencioso Fiscal de Angola”, “Informática e Operador de Computadores”, “Contabilidade Geral”, “Língua inglesa”, “Língua Francesa” e “Língua Italiana”.
Euriteca André começou a trabalhar muito antes de ingressar na Universidade, o seu primeiro emprego foi na Clínica Sagrada Esperança na área administrativa e foi professora antes de leccionar na Universidade, tendo ensinado “Língua Inglesa” e “Informática na Óptica do Utilizador” no Centro de Formação de São Domingos, na Paróquia da Nossa Senhora de Fátima.
Ingressou no ensino superior no curso de Economia e Gestão da Universidade Católica de Angola, em 2003, e, obtida a licenciatura, trabalhou no Banco Angolano de Investimentos (BAI) fruto de um processo de contratação dos melhores finalistas da Universidade Católica de Angola. Euriteca André concluiu a licenciatura com o diploma de melhor finalista no curso de Economia e Gestão.
Sempre activa na procura de desafios, Euriteca André, na fase da sua primeira licenciatura, formou uma organização de eventos.
Trabalhou na Bolsa de Valores e Derivativos de Angola a partir de 2008 e foi para Portugal com bolsa do Inagbe para fazer o mestrado na Universidade Técnica de Lisboa no curso de Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais.
Ao longo da frequência do mestrado, estagiou no Banco Caixa Geral de Depósitos em Lisboa. Regressou a Angola e deu aulas na Universidade Metodista de Angola em 2010.
No ano seguinte, começou a dar aulas na Universidade Católica de Angola, na Faculdade de Economia e Gestão e trabalhou no Banco Nacional de Angola.
Em Outubro de 2011, entra no Banco Keve como subdirectora de uma das áreas dos serviços centrais.
Euriteca André começa a leccionar na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto e decide voltar a estudar.
Como já estava no mundo da docência desde 2010, decidiu fazer o doutoramento em Ciências Sociais na especialidade de Psicologia Social na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto. Iniciou a sua segunda licenciatura, pela Universidade Católica de Angola, no curso de Psicologia Clínica da Faculdade de Ciências Humanas.
Euriteca André desenvolve uma intensa actividade intelectual, escrevendo artigos de economia e gestão e de psicologia para jornais e revistas periódicos e científicos desde 2016.
Terminou a parte curricular do doutoramento e está na fase da elaboração da sua tese.
Além disso, concluiu este ano o curso de Psicologia Clínica pela Universidade Católica de Angola.
Actualmente está envolvida no ramo da formação profissional e da psicologia clínica.
“Uma das maiores dificuldades que tive em toda a minha formação foi estudar na mesma instituição em que dava aulas. A maior satisfação foi ter concluído com finalistas que foram meus estudantes”, diz Euriteca André, para quem “os problemas têm a dimensão que lhes atribuímos”.

 

 

Tempo

Multimédia