Sociedade

Executivo apresenta plano para alfabetizar mais de 82%

Roque Silva

Um plano de acção, com vista a intensificação da alfabetização e educação de jovens e adultos, vai ser submetido brevemente ao Conselho de Ministros, no sentido de permitir o aumento da taxa de letrados no país para 82,8 por cento, contra os actuais 75,3%, revelou hoje, em Luanda, o Ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social.

Manuel Nunes Júnior falava na cerimónia de assinatura do memorando de entendimento entre os ministérios da Educação e do Interior sobre o combate à alfabetização da população penal, rubricado ontem pelos secretários de Estado do Interior, José Bamóquina Zau, e da Educação para o Ensino Pré-Escolar e Geral, Joaquim Felizardo Cabral, no Estabelecimento Prisional de Calomboloca, no município do Icolo e Bengo.

O ministro de Estado assegurou que o Executivo vai reactivar a Comissão Nacional de Alfabetização e trabalhar para erradicar o analfabetismo nas instituições, reduzindo o número de iletrados e as pessoas com baixo nível escolaridade.
Ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social considerou o combate ao analfabetismo como uma exigência nacional, sendo que, para alcançar as metas preconizadas, o Executivo vai mobilizar toda a sociedade, as Forças Armadas Angolanas, Polícia Nacional, partidos políticos, ONG, sociedade civil e organizações internacionais.
Manuel Nunes Júnior reafirmou que o analfabetismo é uma prioridade indispensável do Executivo para o processo de desenvolvimento económico e social do país.

Notícia em desenvolvimento...

Tempo

Multimédia