Sociedade

Executivo proriza promoção de valores morais e patrióticos no seio familiar

Marcelo Manuel | Dondo

A ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Inglês de Almeida, defendeu, ontem, na cidade do Dondo, província do Cuanza-Norte, a necessidade de as famílias angolanas continuarem a ser as fiéis depositárias da nobreza social, promovendo valores como o respeito mútuo, amor, perdão e consolidação da paz.

Fotografia: Marcelo Manuel | Edições Novembro | dondo

Falando durante a abertura do Conselho Nacional da Família, que coincidiu com os festejos do Dia Internacional da Família, sob o lema, “A moralização da sociedade começa na família”, Faustina Inglês de Almeida disse que esse núcleo da sociedade deve ser a principal promotora de acções educativas contra o sentimento de ódio, preconceito e vingança.

Para Faustina Inglês de Almeida, o estado de saúde mental de alguns membros de famílias angolanas é motivo de preocupação para o Executivo, porque pode no futuro comprometer os princípios de identidade nacional e a coesão entre os angolanos.

Frisou que o reforço do sentimento patriótico e de unidade nacional é factor essencial de afirmação da cultura e identidade de angolanidade, tendo sublinhado que o bem-estar dos agregados familiares teve sempre uma particular importância no desenvolvimento de boas práticas, como o diálogo e a transferência de competências de liderança familiar e social.

Notícia em desenvolvimento...

Tempo

Multimédia