Sociedade

Exército tem desde ontem um centro de hemodiálise

Kilssia Ferreira

A Clínica do Exército tem, desde ontem, um centro de hemodiálise, inaugurado pelo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), general de Exército António Egídio de Sousa Santos.

General de Exército quando visitava áreas de serviço do centro
Fotografia: Joao Gomes | Edições Novembro

Com capacidade para atender 120 doentes por dia, o centro de hemodiálise comporta laboratórios de análises clínicas, electromedicina, gabinetes de consultas, incluindo de psicologia clínica, nutrição e fisioterapia.
Numa área adjacente, foi também inaugurada uma academia de formação, na qual vão aumentar os seus conhecimentos técnicos ligados à área de nefrologia.
A formação vai ser garantida pela empresa alemã “Braun-Avitum”, que, além de ter participado na construção do centro, assinou on-tem um protocolo com as FAA na área da formação. O chefe do Estado-Maior General das FAA explicou que o centro de hemodiálise é resultado de “grandes investimentos” feitos, nos últimos anos, pelas Forças Armadas Angolanas, a fim de garantir, cada vez mais, qualidade à assistência médica e medicamentosa prestada aos militares e suas famílias.
Na sua intervenção, o ge-neral de Exército salientou que a construção do centro de hemodiálise é a reafirmação do papel  que os serviços de saúde militar devem continuar a desempenhar no Sistema Nacional de Saúde e um facto demonstrativo de que Angola está a dar passos seguros rumo ao desenvolvimento, progresso e bem-estar da população.
O responsável adiantou que o Executivo está apostado em garantir assistência médica especializada e de alto padrão de qualidade.

Tempo

Multimédia