Sociedade

Facebook penaliza apelos a partilhas

É uma técnica frequente: uma pessoa ou marca pede para que uma publicação nas redes sociais seja partilhada ou receba “likes” (gostos) e comentários, por vezes habilitando-se quem o fizer a receber um prémio ou recompensa.

Fotografia: EDIÇÕES NOVEMBRO

O Facebook decidiu agora passar a mostrar menos deste tipo de apelos.“As pessoas disseram-nos que não gostam de publicações de “spam” no Facebook que as chateiam para interagir com “likes”, partilhas, comentários e outras acções”, justificou a rede social nesta semana. Além de reduzir o alcance de publicações individuais, as páginas que usarem rotineiramente este tipo de técnica também serão penalizadas. A mudança será gradual, para dar tempo às páginas de se adaptarem ao novo funcionamento e não vai afectar alguns tipos de apelo directo, como as publicações sobre crianças ou animais desaparecidos, ou tentativas de angariação de dinheiro para uma causa.
“Em vez disso, vamos despromover publicações que vão contra um dos nossos valores-chave do “feed” de notícias, a autenticidade”, explicou a empresa.

Tempo

Multimédia