Sociedade

Fuga à paternidade aumenta na Samba

A representante do INAC  no distrito urbano da Samba, município de Luanda, Paula Isabel Vidigal, sem precisar as cifras, disse que o índice de famílias abandonadas na circunscrição tende a subir. 

Moradores do município são chamados a assumir mais as responsabilidades parentais
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Segundo ela, “os pais e outros familiares têm a responsabilidade primordial  de tomarem medidas  concretas  para prevenir  e combater a violência contra a  criança  e trabalhar  no sentido de  garantir-lhe  um ambiente salutar.”
Acrescentou que algumas medidas de prevenção  e combate a fuga à paternidade serão difundidos em campanhas previstas para breve. Explicou que a sociedade necessita de  trabalhar na  promoção  das relações  saudáveis  entre pais e  filhos e denunciar às autoridades competentes os casos de abandono de menores  e os de negligência. 
Apontou  o não acompanhamento da gravidez, a falta  de prestação de alimentos à gestante  ou à  criança, a privação  do registo de nascimento, o abandono escolar, a baixa auto-estima do menor, a desestruturação familiar, a possibilidade de o menor adoptar comportamentos desviantes  e estar  em conflito com a lei, como algumas das consequências da fuga à paternidade.

Tempo

Multimédia