Sociedade

Fundação Elena Barraquer retira cataratas em Luanda

Cerca de 400 pacientes serão submetidos hoje a cirurgias de cataratas no Hospital Geral de Luanda, numa missão humanitária da fundação espanhola Elena Barraquer, que chegou ontem à capital do país.

Fotografia: Agostinho Narciso

A informação foi prestada à Angop por uma fonte da Fundação, sedeada em Barcelona, adiantando que a actividade termina no próximo sábado.
Antes, haverá uma conferência de imprensa durante a qual médicos espanhóis e angolanos vão falar sobre a jornada, que se realiza no âmbito da “Campanha de erradicação da cegueira por catarata 2019”, promovida pelo Governo Provincial de Luanda. De acordo com a fonte, a missão espanhola é composta por 11 elementos, entre os quais a cirurgiã Elena Barraquer, patrona da fundação. O grupo integra mais um cirurgião, dois instrumentistas, dois anestesistas, um oftalmologista e quatro voluntários. />Os mais de 400 beneficiários das cirurgias, totalmente gratuitas, fazem parte de uma lista de espera de mais de mil pessoas, inscritas em Outubro de 2018, quando a missão encabeçada por Elena Barraquer esteve no Hospital Geral de Luanda e operou 250 pessoas em cinco dias. Esta será a quinta missão de médicos da Fundação Elena Barraquer a Angola.
As duas primeiras aconteceram em 2014 e 2015, respectivamente nos hospitais Josina Machel e Oftalmológico, situados em Luanda. A terceira ocorreu em 2016, no Hospital Socomar, na província do Namibe.
Deste modo, a médica Elena Barraquer e a sua equipa totalizam quase mil cirurgias em Angola, sendo todas grátis.

Tempo

Multimédia