Sociedade

Governador visita áreas sinistradas na Catumbela

Jaime Azulay| Benguela

O governador provincial de Benguela, Rui Falcão, consta-tou os estragos causados pelas chuvas fortes e ventos que na noite de sábado se abateram sobre as cidades do litoral e centro do país e causaram 16 mortes, doze das quais no município da Catumbela.

Rui Falcão lamentou a falta de verbas para infra-estruturas
Fotografia: Jesus Silva| Edições Novembro

As zonas afectadas representam um cenário de desolação e destruição e várias zonas continuam privadas do abastecimento de água potável e energia eléctrica. Sete crianças foram arrastadas pela enxurradas e os seus corpos foram encontrados pelos bombeiros durante as buscas ao longo do dia de domingo.
Na vila da Catumbela, que é a sede do mais novo municipio da província, a vida estava ontem a tentar voltar à normalidade, mas o desespero ainda afectava muitas famílias que receavam a ocorrência de uma nova tempestade.“A nossa preocupação agora é realizarmos os funerais condignos das 12 vítimas apoiando material e moralmente as famílias”, disse ao Jornal de Angola o administrador municipal Julião de Almeida. Ao falar à comunicação social após ter visitado os feridos no hospital municipal, o governador lamentou a falta de verbas para realizar um trabalho do princípio ao fim nas infra-estruturas para o escoamento das águas pluviais.
“Graças a Deus as valas estavam desobstruidas porque as limpamos recentemente, caso contrário os prejuizos seriam maiores", disse o governador Rui Falcão,acrescentando que o sistema de drenagem não está completo por faltar a execução das obras de ligação até ao mar.

Intervenção de vulto


Durante a visita ficou patente que, se não for realizada uma intervenção de vulto por parte do Executivo Central, o potencial de perigo de novas inundações permanecerá nesta zona do litoral, uma vez que o governo provincial não possui capacidade financeira para as executar. Os funerais das 16 vítimas do temporal começam a realizar-se esta terça-feira nas cidades de Benguela, Lobito e Catumbela.

Tempo

Multimédia