Sociedade

Gráfica da Edições Novembro vai imprimir jornais privados

César Esteves

As empresas de comunicação social privadas do país vão poder imprimir os seus jornais no novo Parque Gráfico da Edições Novembro, nos próximos tempos.

Comandante da Unidade de Protecção de Objectivos Estratégicos visitou o Jornal de Angola
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembrodr


A informação foi avançada, ontem, em Luanda, pelo presidente do Conselho de Administração, Victor Silva, num encontro com o comandante da Unidade de Protecção de Objectivos Estratégicos da Polícia Nacional, comissário Simão Pereira Inglês.

Victor Silva disse haver já autorização do Titular do Poder Executivo para a aquisição do novo Parque Gráfico. Salientou que a iniciativa enquadra-se numa estratégia, para evitar que a empresa dependa o menos possível do Orçamento Geral do Estado (OGE).
“Com o novo Parque Gráfico, vamos não só imprimir os nossos jornais, como também todos os outros jornais privados que haja no mercado a preços mais baixos do que os praticados actualmente no mercado”, garantiu.

A iniciativa, segundo Victor Silva, enquadra-se, igualmente, numa estratégia do Estado para apoiar as empresas de comunicação social privadas. Além de jornais, o PCA da Edições Novembro deu a conhecer que a empresa vai entrar, também, no mercado de produção de manuais escolares.
O encontro entre o comissário Simão Pereira Inglês e o Conselho de Administração da Edições Novembro serviu para estreitar a cooperação entre as duas instituições.

Tempo

Multimédia