Sociedade

Hipertensão e malária doenças mais frequentes

César Esteves

Hipertensão, malária e a diabetes são as doenças mais frequentes entre os angolanos e chegam a provocar a morte a muita gente, afirmou ontem, em Luanda, a médica Adriana Sebastião.

Médica Adriana Sebastião
Fotografia: Dombele Bernardo | Edições Novembro | Lubango

Numa conferência de im-prensa de antecâmara ao 3º Congresso da Clínica Girassol, a decorrer nos dias 29, 30 e 31 deste mês, em Luanda, a mé-dica escusou-se a revelar o número de mortes provocadas por essas doenças, mas garantiu que, a nível da instituição em que trabalha, tudo tem sido feito para se reduzir as cifras por essas três patologias.
Sob o lema “Cuidados de saúde rumo à excelência: assistência diferenciada, uma prioridade”, o congresso será antecedido de uma acção forma-tiva denominada "Cursos pré-congresso”, a decorrer nas instalações da Clínica Girassol.
“Aleitamento materno”, “Epilepsia: abordagem geral”, “Feridas e suturas”, “Manuseamento clínico do paciente em choque: da teoria à prática” e “Práticas transfusionais” são os temas propostos.
Numa mensagem, a propósito do congresso, António Júnior, presidente da Comissão Executiva da Clínica Girassol, garante que no evento, que se espera pela participação de cerca de 500 pessoas, serão discutidos temas de alta relevância do panorama da saúde em Angola e não só.
“A comissão organizadora reuniu uma gama de profissionais nacionais e estrangeiros residentes em Angola, de várias gerações, para abordar as principais questões de saúde actuais e perspectivas futura para Angola”, lê-se na mensagem.
“Cenários da Nefrologia em Angola”, “Cuidados na abordagem do recém-nascido extremo baixo peso”, “Avanço da Medicina nuclear em nefro-urologia” e “Registo oncológico de base hospitalar” são, entre outros, os temas a serem discutidos no congresso.

Tempo

Multimédia