Sociedade

Holanda quer cooperação na área do ensino superior

Angola e Países Baixos reafirmaram, em Luanda, a vontade de cooperar para a implementação de um ecossistema de inovação e empreendedorismo no ensino superior no país.

Secretário de Estado para a Ciência, Tecnologia e Inovação, Domingos da Silva Neto
Fotografia: DR

A decisão saiu de uma reunião que juntou uma equipa do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI) e uma delegação dos Países Baixos, chefiada pelo seu embaixador acreditado em Angola, Anne Van Leeuwen.
O encontro, que decorreu sob orientação do secretário de Estado para a Ciência, Tecnologia e Inovação, Domingos da Silva Neto, serviu para dar continuidade à troca de experiências e o reforço da cooperação que se pretende firmar.
Trata-se do segundo encontro entre as partes, após a primeira visita da delegação angolana aos Países Baixos, em Setembro do ano passado, que visou aferir a organização e o funcionamento do Ecossistema daquele país, com vista à sua adaptação para o ensino superior em Angola e a implementação, de forma mais eficiente, dos programas e das acções constantes do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN 2018/2022).
Durante a reunião, as partes reafirmaram a necessidade de estabelecer um acordo de cooperação de nível ministerial, de forma a facilitar e dinamizar a monitorização da implementação do ecossistema de inovação e empreendedorismo nas instituições de ensino superior angolanas, estando neste momento os documentos para este fim em fase preparatória.
Duas instituições de ensino superior angolanas, as universidades José Eduardo dos Santos e a Óscar Ribas, são detentoras de acordos de cooperação com duas universidades holandesas. No âmbito da cooperação, foi inaugurado quinta-feira, na província do Huambo, o laboratório de Sistema de Informação Geográfico de Detecção Remota da Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade José Eduardo dos Santos.

Tempo

Multimédia