Sociedade

Hospitais da Huíla foram reforçados com bolsas de sangue

Estanislau Costa | Lubango

Mais de oitocentas bolsas de sangue de 400 mililitros foram doadas às principais unidades hospitalares dos municípios do Lubango, Cacula, Matala, Chibia, Caluquembe e Cuvango, província da Huíla, por jovens filiados em diversas organizações da sociedade civil.

Fotografia: Arão Martins | Edições Novembro

A campanha de doação, realizada sob o lema "Seu Sangue é a Minha Vida", mobilizou um número considerável de doadores da JMPLA, Giro, Escuteiros e associações dos estudantes universitários, entre outros.

A secretária da JMPLA na Huíla, Ilda Martins, disse ao Jornal de Angola que com esta campanha, os hospitais Dr. António Agostinho Neto, Pioneiro Zeca, Maternidade Irene Neto e as unidades sanitárias dos municípios passam a estar mais aliviados.

“Os jovens estão agora sensibilizados no que diz respeito à doação de sangue para que haja regularidade na reposição do produto”, disse Ilda Martins.

Sublinhou que com este gesto, as famílias dos pacientes deixam de se preocupar com a carência de sangue ou com a procura de grupos sanguíneos raros.

O escuteiro António Salombe, que agora é dador assíduo, ficou comovido com relatos de certas famílias de pacientes que muitas vezes são forçadas “a desembolsar algum valor para conseguir dadores de grupos raros e salvar o doente”. António Salombe afirmou que a mobilização de dadores deve ser um processo contínuo de modo que abranja cada vez mais jovens maiores de 18 anos de idade.

Tempo

Multimédia