Sociedade

Huíla desenvolve projecto para resistir às alterações

O Fundo Global do Ambiente (FGA) vai contribuir com seis milhões de dólares norte-americanos para a execução de um projecto integrado de resistência aos efeitos das alterações climáticas na província da Huíla.

Produção agrícola pode conhecer dias melhores com a execução do novo projecto
Fotografia: Arão Martins | Edições Novembro

A informação foi prestada à Angop no Lubango pelo director provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural, Pescas e Ambiente, Lutero Campos.
O projecto vai ser executado em seis anos, com o objectivo de dar capacidade aos municípios e agricultores, para resistir às alterações climáticas. Nesse sentido, visa proteger as comunidades mais afectadas pela seca, como as dos municípios dos Gambos, Quilengues e Chibia, através de projectos sustentáveis.
Lutero Campos disse que, desde a semana passada, estão a ser formados 25 instrutores, entre produtores e técnicos dos municípios de Quilengues, Caluquembe, Cacond, Chicomba e Lubango, para transmitirem os conhecimentos às populações locais.
“A estratégia para a disseminação das matérias será através de escolas de campo, onde reunirá maior número de produtores e técnicos, sobre as formas de combater os efeitos das alterações climáticas, ensinando-lhes a aproveitar a floresta com a prática da apicultura, de onde poderão ganhar capacidade financeira para colmatar o vazio que não conseguiram na agricultura”, enfatizou.
“Vamos igualmente mostrar como podem aproveitar os cursos de água dos rios, fazer pequenas represas com sacos de areia, ao invés de esperar que se construam barragens, para manter a água durante algum tempo e irrigarem as hortas, fazer a secagem e transformação de produtos, de modo a evitar muitos prejuízos derivados dessas mudanças”, realçou.
Alguns municípios da província da Huíla têm ciclicamente sido seriamente afectados pela seca. As autoridadees acreditam que o projecto integrado de resistência às alterações climáticas vai contribuir para a redução dos problemas ambientais  que afectam a província.

Tempo

Multimédia