Sociedade

Igrejas presbiterianas unidas

A Igreja Presbiteriana Independente em Angola (IPIA) e a Igreja Cristã Presbiteriana de Angola (IPCA) uniram-se recentemente à sua congénere - a Igreja Presbiteriana de Angola (IPA), deixando de lado as questões doutrinais que as separavam. A integração das duas denominações numa só é o resultado de um longo período de diálogo aberto entre estas congregações.

A Igreja Presbiteriana Independente em Angola (IPIA) e a Igreja Cristã Presbiteriana de Angola (IPCA) uniram-se recentemente à sua congénere - a Igreja Presbiteriana de Angola (IPA), deixando de lado as questões doutrinais que as separavam. A integração das duas denominações numa só é o resultado de um longo período de diálogo aberto entre estas congregações.
As duas comunidades cristãs tomaram essa decisão pelo facto de compreenderem que a igreja presbiteriana, em Angola, é uma grande comunidade cristã não só a nível nacional, mas também a nível internacional. Tendo em conta a sua evolução, havia a necessidade de uma reunificação, para integrar tudo numa mesma família e numa única denominação no país, para ser forte e servir a Deus com eficácia através de programas de evangelização e de obras sociais. A IPCA e a IPIA, após o entendimento, integraram-se na IPA com todas as suas comunidades locais, pastores, presbíteros e diáconos, que foram prontamente aceites e enquadrados no governo eclesiástico da IPA.
Neste quadro, o pastor Rondinho António Bento, presidente do Sínodo Geral da IPA, frisou, no culto de recepção que selou a integração destas duas comunidades: “Agora somos grandes em número e sólidos nas nossas estruturas”. Disse ainda que a IPA, a denominação que dirige, vai trabalhar com outras duas igrejas presbiterianas que até há bem pouco tempo actuavam de forma isolada. E convidou-as a seguirem o mesmo caminho, para a criação de uma comunidade presbiteriana cada vez mais unida.
Ainda segundo o pastor Rondinho António Bento, as portas da IPA estão abertas para acolher no seu seio todos aqueles que compreendem a necessidade de unidade, onde os esforços levam todos os membros a melhor servir o Senhor dentro da igreja.

Tempo

Multimédia