Sociedade

Imagem peregrina de Fátima em Angola

A imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima visita algumas paróquias de Luanda e Uíge  entre o dia 13 e 24 deste mês, uma iniciativa histórica porque é a primeira vez desde a independência.

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

Segundo o servita António Mucharreira, que está a preparar a peregrinação há três anos, a visita vai começar na Paróquia de Fátima, em Luanda.
O “grande evento”, revela, “está a deixar as comunidades por onde vai passar em delírio”, afinal há cerca de 70 anos que a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima “não visita” Angola, ou seja, é “a primeira vez depois da independência” a 11 de Novembro de 1975.
Neste contexto, a igreja recorda o relato do padre Luciano Cristino, director do Serviço de Estudos e Difusão do Santuário de Fátima entre 1976 e 2013, sobre a viagem da imagem peregrina que rumou do Porto de Lisboa com destino ao continente africano a 20 de Julho de 1948.
Nessa viagem, aponta, a imagem de Nossa Senhora de Fátima passou pelo Funchal a caminho de São Tomé e Príncipe e Angola, onde chegou a 30 de Julho, depois foi para Moçambique e ainda esteve na África do Sul de onde foi, numa “longa viagem por terra”, até ao Cairo, passando pela Rodésia do Sul (actual Zimbabwe), Transvaal, Rodésia do Norte (actual Zâmbia),  Zanzibar, Tanzânia, Uganda, Etiópia, Eritreia e Líbia. A imagem chega desta vez a Angola em tempo de paz.

Tempo

Multimédia