Sociedade

INE queima duas mil toneladas de papel do Censo

Edna Mussalo

Duas mil e oitocentas toneladas de papel utilizado no censo da população de 2014, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), serão incineradas num processo a decorrer de forma sucessiva, durante os próximos trinta dias, nas instalações da empresa Cimangola, em Luanda.

Papéis do Censo serão queimados na Cimangola
Fotografia: Agostinho Narciso | Edições Novembro

O processo da queima de questionários e instrumentos de notação em papel, utilizados pelos inquiridores do INE, em todo o país, que vai salvaguardar o meio ambiente, é um acto decorrente de uma norma que determina a sua destruição, após cinco anos de utilização, actualização e digitalização.
O director-geral adjunto do INE disse na ocasião que a destruição dos processos arquivados em cerca de 140 mil caixas, será realizada com a máxima segurança possível, com recurso às novas técnicas e equipamento de última geração disponíveis na Cimangola.
Paulo Afonso, que falava à imprensa, referiu ser importante a queima dos papéis por conterem dados confidenciais da população nacional e marcar o fim do processo do Censo da População e Habitação, realizado em 2014.
“Quando esses instrumentos perdem validade, por alguma razão, não basta simplesmente descartá-los, como se fossem lixo comum, é preciso tomar providências para que eles sejam eliminados de maneira segura e que garanta a destruição das informações para que nenhuma pessoa com más intenções tenha acesso aos dados”, disse Afonso Paulo.
O responsável referiu que, para solucionar esta questão, o Instituto Nacional de Estatística optou pela incineração destes documentos, num processo que submete os papéis a temperaturas elevadas, fazendo com que queimem até à destruição completa dos dados armazenados.
O Censo Geral da População e Habitação, realizado no país, em 2014, foi uma operação estatística que compreendeu várias fases, desde a actualização cartográfica em 2012, até à publicação dos resultados recolhidos junto dos agregados familiares em todo o território nacional, no período de 16 a 31 de Maio.

 

Tempo

Multimédia