Sociedade

Infra-estruturas integradas concluídas em Dezembro

A primeira fase das infra-estruturas integradas da ci-dade de Caxito, capital da província do Bengo, iniciadas em Maio de 2017, podem terminar no final deste ano, anunciou ontem a governadora provincial, Mara Quiosa.

Fotografia: DR

Orçado em 69.172.173 dólares, o projecto está enquadrado no Programa Nacional de Desenvolvimento e comporta a construção e reabilitação da rede viária, sistema de abastecimento de água potável, rede de drenagem de águas pluviais, estação de tratamento de águas residuais, iluminação pública e telecomunicações.
“É uma obra que está criar alguns constrangimentos no trânsito rodoviário, mas que quando estiver terminada deve trazer alguma urbanidade para a nossa cidade”, explicou a governadora, su-blinhando que, neste mo-mento, está a ser feito o lançamento das redes técnicas para, de seguida, serem en-terradas, fazer-se a compactação dos solos e a aplicação do asfalto.
A governadora Mara Quio-sa visitou ontem as obras do Banco de Urgência do Hospital Geral do Bengo, rede de distribuição de água na Açucareira, infra-estruturas integradas de Caxito, escolas do 1º ciclo e primária do Musseque Cabele e do Panguila Velho (comuna da Barra do Dande).
A escola primária do Panguila Velho e a do 1º ciclo do Musseque Cabele, que estão a ser reabilitadas e ampliadas, vão albergar 2.900 alunos. As obras do novo banco de urgência do Hospital Geral do Bengo, orçadas em 360 milhões de kwanzas, devem terminar em Novembro. A execução financeira está em 35 por cento e a física em 38 por cento. “A questão financeira é um problema que está a ser ultrapassado, por isso é que a obra voltou a ter o seu ritmo normal e esperamos que seja assim até à sua conclusão”, ressaltou a governadora.

Tempo

Multimédia