Sociedade

Isced abre curso de mestrado em formação de línguas

Sérgio V. Dias

O Instituto Superior de Ciências da Educação (Isced) de Luanda vai, a partir do próximo ano académico, inserir no seu currículo escolar o curso de mestrado em metodologia de formação de formadores para o ensino das línguas portuguesa, inglesa, francesa e de diferentes idiomas nacionais, no âmbito do Programa de Gestão Pessoal Docente.

Instituição coloca 240 licenciados, em várias especialidades, no mercado de trabalho
Fotografia: DR

A informação foi avançada pela directora-geral da instituição, Esperança Peterson, referindo que para o presente ano lectivo foram inseridos três novos cursos, sendo os de Ensino Primário, Educação de Infância e de Agregação Pedagógica.
Esperança Peterson, que falava durante a cerimónia de outorga de diplomas de 240 licenciados que a instituição colocou no mercado de trabalho na terça-feira, 30 de Abril, disse que tal oferta formativa, já em vigor, confirma o compromisso do Isced de ser responsável pela formação de professores, de acordo com o plano do Executivo.
Para a directora-geral, o Isced continua fortemente comprometido com a busca de qualidade e excelência do ensino e educação. Sublinhou que, quanto à abertura da formação de formadores de língua, se trata de um mestrado profissionalizante, destinado àqueles que já são professores nas escolas vocacionadas a quadros ligados ao ramo da docência.
“Temos vindo a apelar no sentido dos ex-estudantes se agruparem em associação. Por isso, reitero a concretização deste objectivo. Os antigos estudantes juntos podem pensar em festejar as memórias do Isced”, disse a responsável.
Esperança Peterson reconheceu, por outro lado, que, apesar do número ínfimo de licenciados que a instituição coloca à disposição no mercado de trabalho em diferentes áreas ligadas à educação e ao ensino, ainda assim, a qualidade de cada um dos diplomados pode fazer a diferença em relação aos problemas que o sector enfrenta.
Um dos propósitos do Isced, segundo a responsável, consiste em formar para melhor servir, referindo que, baseando-se neste ponto de vista, os quadros dispõem de um saber que vai ao encontro dos valores promovidos pelo Estado, que se resumem na honestidade e competência.
Dos 240 licenciados lançados para o mercado de trabalho, a Pedagogia conta com 58, Psicologia 42, Sociologia 27, História, Matemática e Português cada com 21, Inglês 22, Filosofia 12, Francês nove, e, por último, Línguas e Literatura Africana com sete.

 

Tempo

Multimédia