Sociedade

Jornalista da Angop foi ontem sepultado

Os restos mortais do jornalista Mpasi Zamoko, da Angop, falecido, quarta-feira, vítima de doença, aos 56 anos, foram sepultados ontem, no Cemitério de Benfica, em Luanda.

Jornalista Mpasi Zamoko
Fotografia: Angop

Mpasi Zamoko era natural da Damba, província do Uíge, e entrou para os quadros da Angop a 25 de Junho de 1985, ano em que foi indicado pela empresa de comunicação social para frequentar, na Universidade de Oriente, em Cuba, o curso de licenciatura em Jornalismo, tendo concluído em 1992.
Após o seu regresso ao país, Mpasi Zamoko foi nomeado, a 5 de Agosto de 1992, delegado da Angop no município de Viana e, depois de mais de dez anos no cargo, foi transferido para o Desk Espanhol, da Redacção Exterior, onde, até à data da sua morte, exerceu o cargo de subeditor.

Tempo

Multimédia