Sociedade

Jovens aderem à formação

Ana Paulo |

Mais de mil jovens iniciaram ontem, em Luanda, o primeiro ciclo de formação no Centro Integrado de Formação Tecnológica “Cinfotec-Rangel”, revelou ontem, o director-geral da Rede Cinfotec.

Centro Integrado de Formação iniciou ontem o primeiro ciclo de preparação
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro

Em declarações à imprensa, Gilberto Figueira adiantou que, numa primeira fase se inscreveram cerca de cinco mil jovens, sendo que, por via dos testes de aptidão, foram selecionados 1.371 candidatos. Do total dos seleccionados, Gilberto Figueira disse que foram enquadrados aproximadamente 988 formandos e os restantes aguardam pelo início de um outro ciclo de formação, no início no mês de Outubro.
“Os formandos vão receber formação em secretariado informatizado, mecânica-auto, serralharia, informática e hardware, que são os cursos de qualificação com uma média de duração de nove meses”, disse.
Segundo Gilberto Figueira, o programa de aprendizagem inclui cursos de aperfeiçoamento como electrónica analógica, electricidade-auto, higiene e segurança, saúde no trabalho, informática na óptica do utilizador e gestão da qualidade na indústria. Informou que o “Cinfotec-Rangel” tem capacidade para receber 640 formandos por período, número inferior ao “Cinfotec-Talatona, cuja capacidade é de 901 formandos por período.
Além de salientar que o “Cinfotec-Rangel” contempla no plano formativo cerca de 88 cursos, Gilberto Figueira disse que até o fim deste ano serão leccionados apenas 19. Esclareceu que os restantes vão ser enquadrados em 2018. Para o acto de inscrição no curso de qualificação, disse, o candidato deve ter a nona classe concluída e nos cursos de aperfeiçoamento, o ensino médio ou frequência. “O Cinfotec, enquanto centro de formação tecnológica de nível quatro, tem vindo a formar e a lançar para o mercado de trabalho jovens com uma qualidade técnica bem acentuada e este sucesso não tem sido apenas pela componente técnica, mas também pela componente do comportamento”, realçou.

Empreendedorismo

O director do “Cinfotec-Rangel” informou que os alunos terão acesso a cursos nas áreas de comunicação e informação tecnológica, electricidade e energia, mecânica industrial de automóvel, logística, transportes e desenvolvimento organizacional e serviços gerais.
António Pelinganga informou também que vão ser criadas mais duas áreas de formação. Apontou a medicina e o empreendedorismo e deu a conhecer que o “Cinfotec-Rangel” tem actualmente oito salas de aula, com capacidade para acomodar 280 formandos. A estrutura conta ainda com 14 laboratórios.

Tempo

Multimédia