Sociedade

Luanda regista enormes perdas de água

O abastecimento de água a Luanda é feito com muitas dificuldades, devido aos danos da rede técnica, bem como à intervenção dos chamados “garimpeiros”, que causam consideráveis perdas económicas à EPAL, reconheceu o presidente do Conselho de Administração, Leonídio Ceita.

“O combate a este mal não depende apenas da empresa, mas devem existir leis para punir os infractores e continuar a trabalhar com a Polícia Nacional para garantir a segurança das infra-estruturas”, afirmou.
Os principais constrangimentos no abastecimento de água estão relacionados com a insuficiência da produção, devido ao estado técnico das estações, desvalorização dos dispositivos hídricos da rede de distribuição, bem como as manobras e cortes do fuso de válvulas, o que dificulta a operação de fecho e abertura de zonas.

Tempo

Multimédia