Sociedade

Lunda-Sul com equipamentos televisivos de ponta

Flávia Massua| Saurimo

O Centro de Produção Regional Leste da Televisão Pública de Angola (TPA) é inaugurado hoje, em Saurimo, pelo secretário de Estado da Comunicação Social, Celso Malavoloneke, que está na província desde ontem.

Vista frontal do edifício da TPA na província da Lunda-Sul
Fotografia: Flávia Massua | edições novembro | Saurimo

Celso Malavoloneke disse, num encontro de cortesia com o governador da Lunda-Sul, Daniel Félix Neto, que a inauguração do centro regional da TPA “é a concretização de um projecto que vai permitir realizar encontros, partilhas e a afirmação da identidade dos povos desta terra e por extensão, enquanto angolanos.”
O secretário de Estado elogiou o apoio institucional prestado aos dirigentes e profissionais dos órgãos de comunicação social na província, especialmente à TPA.
Celso Malavoloneke reiterou a necessidade de a comunicação social pautar por um jornalismo sério, com a observância dos princípios da isenção, objectividade, contraditório e o compromisso com a verdade, a ética e o patriotismo. Para o efeito, acrescentou, os jornalistas devem investir na formação contínua e capacitação profissional.
Segundo o secretário de Estado, esta tem sido uma das apostas do Ministério da Comunicação Social, ao promover encontros regionais de capacitação e reflexão, por entender que o novo paradigma do país exige muito mais.
O governador  Daniel Félix Neto considerou o momento “especial”, pela inauguração do Centro de Produção Regional Leste da TPA e por albergar as comemorações dos 43 anos de existência daquela estação televisiva. Daniel Félix Neto disse que colocar à disposição da província equipamentos de ponta, para fazer face aos actuais desafios que a televisão impõe a nível mundial, é o culminar de um desafio “inicialmente tido como um sonho” que não seria realizado tão cedo.
Com a instalação do centro de produção na província, acrescentou, o mundo vai “conhecer ao pormenor os hábitos e costumes da nossa terra e com isso vamos intensificar os programas que visam resgatar a nossa identidade cultural.”    
O director do centro regional da TPA, Osvaldo Rocha, garante que a emissão local começa no primeiro semestre do próximo ano.

Felicitações do MCS
O Ministério da Comunicação Social expressou ontem  as suas felicitações ao Conselho de Administração e Colectivo de Trabalhadores da Televisão Pública de Angola, augurando-lhes sucesso no desempenho da missão que lhes está acometida.
“Neste dezoito de Outubro de 2018, 43º aniversário, o Ministério da Comunicação Social exorta os profissionais da Televisão Pública de Angola a prover aos telespectadores informação de qualidade, plural, isenta e responsável, que atenda aos princípios ético-deontológicos da profissão e garanta o exercício da democracia participativa por parte dos cidadãos”, lê-se na mensagem assinada pelo ministro João Melo.
O Ministério incentiva os responsáveis e trabalhadores da TPA a exercerem a sua actividade imbuídos do espírito de humildade, responsabilidade, patriotismo e profissionalismo, tendo sempre presente a busca contínua da superação, com vista à melhoria do serviço que prestam à Sociedade (informar, formar, educar e entreter), bem como ao engrandecimento dessa grande e importante estação de televisão de referência nacional. 

Mensagem do MPLA
O MPLA encorajou ontem a Televisão Pública de Angola (TPA) a prosseguir a sua missão pública de garantir uma informação plural, independente, rigorosa, isenta e responsável, no quadro da institucionalização, em Angola, de um sector de Comunicação Social cada vez mais dinâmico e próximo das populações.
Numa mensagem por ocasião da celebração, hoje, do 43º aniversário da TPA, o  Secretariado do Bureau Político do MPLA incentiva-a a continuar a participar no esforço colectivo dos angolanos para a promoção do progresso social do país e no incentivo do debate organizado e sério de ideias, contribuindo, assim, para a salvaguarda dos valores inalienáveis da independência, da soberania, da democracia, da tolerância e da unidade nacional.
Na mensagem, o MPLA endereça as mais “vivas felicitações” ao Conselho de Administração e ao colectivo de trabalhadores da TPA, desejando-lhes os melhores sucessos no desempenho do seu trabalho.

Tempo

Multimédia