Sociedade

Mais de 450 pessoas operadas às cataratas durante sete dias

César Esteves

Um total de 454 pacientes foi operado às cataratas, durante sete dias, fruto da acção humanitária levado a cabo pela Fundação espanhola Elena Barraquer em parceria com o Governo Provincial de Luanda.

Vários casos de cataratas, uns até graves, foram tratados por médicos da Fundação Elena Barraquer
Fotografia: DR

Em declarações ao Jornal de Angola, o director do Hospital Geral de Luanda, Carlos Zeca, disse que todos os casos foram operados com sucesso e deu o exemplo de quatro crianças, que já não enxergavam. “Após a operação, elas voltaram a ver”, contou o médico, que garantiu o regresso dos médicos ao país no próximo ano, para a terceira fase da campanha. Quanto à parceria com a Fundação Elena Barraquer, Carlos Zeca considera “muito boa”, na medida em que está a permitir reduzir casos de catarata no país. “um ganho grande”, sublinhou. />A catarata, causada principalmente por diabetes, tabagismo e traumatismo, é tida pela Organização Mundial da Saúde como uma das principais causas de cegueira no mundo.
A mesma, caracterizada por perda de transparência do cristalino da lente natural, cuja função é propiciar o foco da visão a diferentes distâncias, também pode ser congénita, existindo crianças nascendo com cataratas, devido, muitas vezes, a presença da patologia na mãe nos primeiros três meses de gestação, como sendo a sífilis, a rubéola e a toxoplasmose.

Tempo

Multimédia